Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Tribunal russo ordena exclusão de vídeos do Pussy Riot da Internet

A banda punk russa Pussy Riot perdeu na quarta-feira um recurso contra a decisão judicial que determina a retirada dos seus vídeos da Internet, incluindo o vídeoclipe de uma canção de protesto que levou à prisão de três integrantes do conjunto.

Um tribunal moscovita manteve a decisão de novembro de uma instância inferior que qualificara os vídeos de “extremistas”. Mas os vídeos ainda continuam disponíveis em sites hospedados fora da Rússia, como o YouTube.

Yekaterina Samutsevich, integrante da banda e autora do recurso, disse que vai apelar novamente da decisão. Samutsevich e duas colegas de banda foram condenadas no ano passado por terem realizado um protesto contra o presidente Vladimir Putin dentro da principal catedral ortodoxa de Moscovo. Ela foi libertada em setembro, quando obteve direito a sursis. Outras duas integrantes da banda, Nadezhda Tolokonnikova e Maria Alyokhina, permanecem presas.

A sentença da instância inferior dizia que os vídeos continham “palavras e ações que humilham vários grupos sociais com base em sua religião”, além de conclamações a motins e à “desordem em massa”, e incitações ao ódio racial e religioso.

Críticos do Kremlin dizem que o processo contra as artistas é parte de uma onda de repressão do governo de Vladimir Putin contra dissidentes.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!