Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Tribunal condena Iraniano e cúmplice por tráfico de armas na Nigéria

Um tribunal nigeriano condenou, Segunda-feira (14), o Iraniano Azim Aghajani e o seu cúmplice nigeriano, Ali Usman Abbas Jega, a cinco anos de prisão por tráfico de armas.

O juiz Okechukwu Okeke do Alto Tribunal Federal de Lagos, a capital económica, decidiu manifestamente não infligir-lhes a pena máxima, designadamente a prisão perpétua.

O julgamento começou em 2010 quando os serviços aduaneiros do porto de Apapa em Lagos descobriram 13 contentores carregados de armas de tipo militar, nomeadamente foguetes e granadas, provenientes do Irão.

As armas, que eles fizeram passar por materiais de construção, deviam ser reexportadas para a Gâmbia, segundo os documentos do tribunal.

A descoberta suscitou um protesto à escala internacional e ameaças da Nigéria de levar o caso diante das Nações Unidas, já que é proibido ao Irão exportar armas.

Embora o Irão precise que Aghajani é um empresário privado, os documentos do tribunal apresentam-no como um membro da “Guarda Revolucionária” iraniana.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!