Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Três soldados camaroneses mortos na fente contra seita Boko Haram

Três soldados camaroneses foram mortos na operação militar contra a seita Boko Haram que a Força Multinacional leva a cabo, desde 19 de dezembro último, na localidade de Ngoshe e arredores em território nigeriano, indicou quarta-feira o ministro camaronês da Comunicação, Issa Tchiroma Bakary.

Esta ofensiva de grande envergadura que continua até ao presente permitiu às Forças da Coligação dirigidas pela Força camaronesa tomar posição nesta parte do território nigeriano, explicou o governante camaronês.

O balanço desta operação que consiste em patrulhar a zona para o desmantelamento definitivo das bases logísticas dos terroristas da Boko Haram inclui a destruição de várias fábricas de explosivos, uma dezena de engenhos explosivos e alguns centros de treino dos terroristas.

Uma centena de terroristas foram “definitivamente neutralizados”, 30 combatentes feitos prisioneiros e entregues às forças nigerianas bem como várias centenas de reféns libertados e entregues às forças nigerianas.

Do lado das forças camaronesas, três soldados foram mortos durante esta campanha, designadamente, um a 2 deste mês, após detonação de um engenho explosivo, e dois a 7 do mesmo mês atingidos por balas inimigas.

“Graças ao engajamento das nossas Forças de Defesa e Segurança, das autoridades administrativas, dos comités de vigilância e da nação inteira, é claro hoje que a Boko Haram está a viver os seus últimos momentos nesta agressão dirigida contra o nosso país”, indicou o governante camaronês.

“Mas devemos todos estar vigilantes, pois, apesar de estar consideravelmente enfraquecida, esta nebulosa conserva ainda algumas capacidades de perturbação, devemos então continuar unidos e solidários no último combate para o seu desaparecimento definitivo”, concluiu.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!