Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Três províncias beneficiam de equipamento agrário cedido pelo FDA

O Fundo de Desenvolvimento Agrário (FDA) alocou tractores e outro equipamento para o aumento das áreas cultivadas por campanha, bem como a produtividade agrária nas províncias de Nampula, Cabo Delgado e Niassa, norte de Moçambique. Adelino Guimino, delegado regional norte do Fundo de Desenvolvimento Agrário, disse que foram disponibilizados para aquela região 33 tractores, dos quais 26 serão cedidos ao Corredor de Nacala (Nampula e Niassa) e sete na província de Cabo Delgado.

Guimino é citado pelo jornal “Noticias” a explicar que, com a iniciativa, pretende-se fomentar o surgimento de pequenas e médias empresas agrícolas que usam a mecanização agrícola nas suas operações para aumentarem as superfícies cultivadas, produtividade e produção, bem como a oferta de produtos agro-pecuários a preços competitivos.

Para o efeito, o Governo moçambicano recebeu da sua contraparte italiana sete milhões de euros para a aquisição de equipamento agrícola para fomentar a mecanização agrícola no país.

O valor doado pela Cooperação Italiana foi aplicado na compra de 110 tractores e respectivas alfaias, 95 charruas, 40 atrelados, bombas e tanques de água para irrigação e equipamentos para o processamento de caju, entre outros, parte dos quais está já a chegar aos produtores da região norte.

Segundo Guimino, já foram identificados os beneficiários deverão pagar 50 por cento no acto da entrega e os restantes 50 nos dois anos subsequentes, com um período de deferimento de seis meses a um valor de um a 1,2 milhão (cerca de 40 mil dólares ao câmbio corrente) de meticais por tractor, discos e grade. A fonte lamentou o facto de o nível de reembolso ser relativamente baixo por várias razões.

“Temos feito visitas de monitoria e verificamos que nem todos são honestos. Alguns recebem os tractores com intenção de agricultura, mas desviam para outras finalidades como o arrasto de troncos na floresta, o que acelera o processo de desgaste do tractor. Nestes casos retiramos o equipamento e fazemos a repassagem a outros”, disse Guimino.

Da aplicação que tem sido feita para fins agrícolas, segundo Guimino, verificase que há progressos na medida em que há aumento de áreas e de rendimento dos produtores. Para além deste lote de tractores, o FDA já alocou à região 30 tractores nos finais de 2012.

A par do processo de disponibilização de tractores, a previsão do Governo é criar 19 centros de prestação de serviços nos principais corredores de desenvolvimento do país, para que os produtores agrícolas possam alugar equipamentos a preços acessíveis e possibilitar o aumento das áreas de produção.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!