Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Três mortos em grave incêndio que assola Portugal

Pelo menos três pessoas morreram num incêndio que mantém várias frentes abertas na capital da ilha da Madeira, em Portugal, e que provocou o despejo de mil afectados.

Outra pessoa permanece desaparecida após os devastadores fogos declarados na segunda-feira e que durante a noite passada avançaram até ao centro histórico da cidade do Funchal, onde várias casas ficaram calcinadas.

As chamas propagaram-se nas últimas horas pelo efeito do vento e do calor, até aproximar-se à histórica Baixa da capital , onde os efectivos de bombeiros e militares, alguns deles enviados da capital portuguesa, trabalham para conter o avanço do fogo, ajudados pelos moradores e vários voluntários.

Funchal, com uns 120.000 habitantes, é uma cidade com uma orografia muito escarpada que dificulta os trabalhos de extinção e que nesta época do ano acolhe milhares de turistas.

O aeroporto da cidade, um dos mais transitados de Portugal, chegou a cancelar vários voos devido ao forte vento que aviva as chamas e também se cortaram várias estradas.

Além da Madeira, a Autoridade Nacional de Defesa Civil (ANPC) informou nesta quarta-feira que em Portugal continental continuam activos doze grandes incêndios, todos eles no centro-norte do país.

O que mais meios mobiliza é o declarado em Águeda, no centro do país, segundo o último balanço da ANPC, no qual se incluem outros nove fogos preocupantes. Os outros nove mais complicados afectam as localidades de Viana do Castelo, Castanheira de Pera, Gondomar, Viseu, Arcos de Valdevez, Gouveia, Vilanova de Cerveira, Barcelos e Arouca.

Com uma área florestal de uns três milhões de hectares, Portugal foi considerado o estado membro europeu mais castigado pelas chamas entre 2000 e 2010, com uma superfície média queimada superior à de países muito maiores, como a vizinha Espanha.

Além das altas temperaturas e o vento, a plantação de espécies de árvores como os eucaliptos contribuíram para que as chamas se propaguem com mais voracidade.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!