Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Três homens são acusados de relação com atentados em Boston

Três novos suspeitos foram detidos em meio à investigação sobre o atentado de 15 de Abril na maratona de Boston e acusados de interferir no inquérito, e não por planear ou realizar o ataque, disseram os promotores, esta Quarta-feira.

Dois dos acusados eram colegas de universidade de Dzhokhar Tsarnaev, de 19 anos, que já foi formalmente acusado de ter colocado as bombas caseiras perto da linha de chegada da corrida, junto com o seu irmão Tamerlan, de 26 anos, que morreu dias depois durante um confronto com a polícia.

O escritório do promotor federal em Massachusetts disse na sua conta oficial no Twitter que os três vão enfrentar acusações por obstrução da Justiça e por testemunhos falsos. Documentos protocolados num tribunal federal dizem que as autoridades acusam dois homens, Azmat Tazhayakov e Dias Kadyrbayev por conspiração por obstrução à Justiça ao lançarem uma pasta contendo fogos de artifício e um laptop que pertencia a Dzhokhar Tsarnaev.

Os promotores também acusam um homem identificado como Robel Phillipos por prestar depoimento falso aos investigadores depois dos ataques que mataram 3 pessoas e feriram outras 264. Mais cedo uma fonte oficial disse que dois dos suspeitos estavam sob custódia de autoridades imigratórias por violarem os termos dos seus vistos.

A fonte disse que eles provavelmente serão processados por obstrução da Justiça e por terem prestado informações falsas a investigadores. Dzhokhar Tsarnaev, aluno da Universidade de Massachusetts em Darthmouth, ficou ferido durante um confronto com a polícia e é mantido sob custódia num hospital.

Katherine Shea, porta-voz da polícia de Boston, confirmou a detenção de três suspeitos, mas não deu outros detalhes. Robert Stahl, advogado de Kadyrbayev, confirmou que o seu cliente foi detido por violar condições do seu visto de estudante. Ele afirmou que o rapaz até agora “cooperou plenamente” com as autoridades e “quer ir para casa, no Cazaquistão”.

Os irmãos Tsarnaev são originários do Cáucaso Norte, região russa de maioria muçulmana. Em entrevistas, os pais deles dizem duvidar de que os seus filhos tenham sido os responsáveis pelos atentados.

O corpo de Tamerlan Tsarnaev ainda não foi reclamado, segundo as autoridades. A viúva dele, Katherine Russell, disse, Terça-feira, que esperava a liberação do cadáver para a família.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!