Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Tongaat-Hulet passa à accionista maioritário

A Tongaat- Hulet, companhia sul-africana produtora de açúcar em Moçambique e em vários países da África Austral, acaba de comprar parte das acções do Estado moçambicano nas açucareiras de Mafambisse, em Sofala, e de Xinavane, Província do Maputo.

 

 

Na açucareira de Xinavane a companhia sul-africana passa a deter 88% de acções, assumindo deste modo a posição de sócio maioritário.

Em Mafambisse a mesma companhia passou a deter 75% de acções, fruto de negociações com o Governo nesse sentido. A Tongaat-Hulet controla também acções da fábrica da Maragra, na província do Maputo.

A Tongaat-Hulet está a realizar um “volumoso” investimento para garantir que Moçambique passe a produzir anualmente cerca de 500 mil toneladas de açúcar, a partir de 2012, para consumo interno e exportação para os Estados Unidos da América (EUA) e União Europeia.

A produção actual das quatro fábricas em funcionamento em Moçambique, nomeadamente Mafambisse e Marromeu em Sofala e Xinavane e Maragra em Maputo, ronda em cerca de 300 mil toneladas de açúcar e o custo global de produção é estimado em apenas 8,5 cêntimos do dólar norte-americano a tonelada, “valor muito baixo comparativamente ao conseguido por Brasil, por exemplo”.

Até Setembro de 2010 Moçambique arrecadou receitas pela exportação do açúcar de 56,8 milhões de dólares norte-americanos resultantes da colocação de pouco mais de 82 mil toneladas do produto no mercado externo, das quais 24 mil toneladas nos Estados Unidos da América (EUA) e o remanescente na União Europeia.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!