Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Tomás Timbane defende que Leopoldo da Costa deve renunciar à sua candidatura

O jurista e bastonário da Ordem dos Advogados, Tomás Timbane, considera que, perante a polémica em torno do processo pouco transparente na candidatura de João Leopoldo da Costa, a membro da Comissão Nacional de Eleições (CNE), este devia renunciar porque a direcção da Organização Nacional dos Professores (ONP), agremiação que “forçosamente” está a suportar esta candidatura, não a reconhece.

“Se a ONP diz, publicamente, que não reconhece a candidatura de Leopoldo da Costa, ele devia renunciar”, afirmou Timbane, que evitou tecer muitos comentários em torno deste assunto alegadamente porque não sabe o que preconizam os Estatutos da ONP relativamente a estes casos. No entanto, para si, Leopoldo da Costa devia retirar a candidatura de forma voluntária.

De resto, esta é mais uma voz que vem se juntar a tantas outras que defendem que a candidatura do actual presidente da CNE é ilegítima e que, portanto, em nome da transparência do processo, o visado devia retirá-la.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!