Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Wikileaks: “Tivane é rei da corrupção e Guebuza gere partido como a Máfia”

Novos telegramas das embaixadas norte-americanas estão a ser divulgados pelo site Wikileaks. Nos mais recentes telegramas, da embaixada dos Estados Unidos da América em Moçambique, pode-se ler que Ahmad Camal descreve Domingos Tivane, Director Geral das Alfândegas, como “Rei da Corrupção” no país e, Leonardo Simão, afirmou a diplomatas norte-americanos que o presidente Armando Guebuza lidera o partido Frelimo, no poder, como uma máfia.

Ahmad Camal, um proeminente empresário nacional, antigo deputado da Assembleia da República, confidenciou a um diplomata norte americano que os membros seniores do partido Frelimo – incluindo os ministros – têm fortes laços com conhecidos narcotraficantes e “branqueadores de capitais”, e que o Governo moçambicano tem manipulado os valores de importação para encobrir as operações de lavagem de dinheiro no país, descrevendo o Director Geral das Alfândegas de Moçambique como o “Rei da corrupção”.

Já Leonardo Simão, ministro no mandato de Chissano, diz que o partido Frelimo está corrompido e necessita de uma reforma. Simão acredita que o actual Presidente da República, Armando Guebuza, está directamente envolvido em actividades corruptas e dirige o partido “como a máfia” com a sua família e os seus companheiros com os quais possui um acordo comercial.

PODE LER OS TELEGRAMAS ORIGINAIS EM http://www.cablegatesearch.net/search.php?q=maputo&sort=1 , EM INGLÊS.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!