Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Terroristas formados no Mali presentes na Nigéria

A Nigéria revelou a presença no seu território de terroristas treinados no Mali, cuja parte norte está sob o controlo de grupos islamitas armados desde o ano passado.

A chegada em massa de terroristas terá provocado o recrudescimento da actividade da seita islamita nigeriana Boko Haram, que se mostrou mais activa nos últimos tempos.

A seita matou desde 2009 mais de três mil pessoas em atentados no norte da Nigéria. A Nigéria iniciou o envio dum contingente ao Mali para participar na Missão Internacional de Apoio ao Mali (AFISMA) que se bate com as forças armadas maliana e francesa para desalojar os islamitas do norte do país.

“Consciente do afluxo de elementos formados no Mali no país, a Nigéria vai prestar o seu apoio à resolução da comunidade internacional, mas igualmente para o reforço da sua própria segurança e a dos seus vizinhos imediatos participando nesta operação”, declarou, Quinta-feira, em Kaduna (norte) o chefe do Estado-Maior do Exército nigeriano, o general Azubike Ihejirika.

“Engajamo-nos numa operação de imposição da paz; quer dizer que trazemos a paz utilizando a força. E para saber se as operações serão convencionais ou não, as tropas deverão combinar os dois devido à natureza dos rebeldes na região”, afirmou o general Ihejirika, que esteve em Kaduna para inspeccionar as tropas formadas no Centro de Manutenção da Paz do Exército Nigeriano (NAPKC).

O primeiro grupo de 190 soldados já foi enviado ao Mali, enquanto o resto será transportado via aérea em várias fases.

Embora os responsáveis da defesa tenham anunciado o envio de 900 soldados, o Senado aprovou, Quinta-feira, o desdobramento de mil e 200 tropas como pediu o Presidente Goodluck Jonathan para que eles sejam enviados para “uma missão de combate limitada”.

Além destas tropas, a Nigéria envia igualmente aviões de guerra Alpha e F7 ao Mali. A Força Aérea Nigeriana (NAF) enviou, Quinta-feira, uma equipa técnica de 66 soldados.

O porta-voz da NAF, o general Yunus Anas, declarou, Quinta-feira, à imprensa que esta equipa foi transportada por um avião G222 do Exército depois duma declaração do chefe do Estado-Maior da Força Aérea, o general Alex Badeh, em Port Harcourt, no sul da Nigéria, de onde eles foram transportados.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!