Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

https://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.html
ADVERTISEMENT

Terremoto de 2011 no Japão afectou a ionosfera, diz a Nasa

O violento terremoto seguido por tsunami que atingiu o norte do Japão em Março de 2011 afectou também os céus, perturbando os eléctron no topo da atmosfera, segundo a Nasa.

A onda de energia do fenómeno sísmico alcançou a ionosfera, camada mais alta e fina da atmosfera, entre 80 e 805 quilómetros acima da superfície terrestre.

É nessa camada que a radiação ultravioleta solar decompõe as moléculas e cria uma névoa de eléctron e íons.

Nas imagens divulgadas, Sexta-feira, a Nasa mostrou como as perturbações terrenas do terremoto e do tsunami ecoaram no movimento de eléctron muito distantes.

Esse movimento foi monitorizado por meio dos sinais de GPS trocados entre satélites e receptores em terra.

Os cientistas já haviam visto esse fenómeno antes, em tsunamis ocorridos em Samoa (2009) e Chile (2010).

O episódio japonês, no entanto, ocorreu numa região mais monitorizada por uma densa rede de receptores de GPS, segundo a nota da Nasa.

O mesmo tsunami causou um grave acidente nuclear na usina de Fukushima.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

error: Content is protected !!