Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Tenista argentino vence primeiro Future do Standard Bank Open

Tenista argentino vence primeiro Future do Standard Bank Open

Foto de Fim de SemanaO tenista argentino Matias Descotte, que ocupa a 381ª posição do ranking da Associação de Tenistas Profissionais (ATP), sagrou-se vencedor do primeiro Future do Standard Bank Open, em singulares masculinos, cuja final teve lugar no sábado, 10 de Novembro, nos courts do Jardim Tunduro, na cidade de Maputo.

Para o efeito, Matias Descotte derrotou o zimbabweano Benjamin Lock, 446° no ranking da ATP e vencedor desta prova em 2015, por 7-6 (6) 6-2.

Com este feito, o argentino recebeu um cheque no valor de 132.800 meticais. Visivelmente cansado depois da partida, que durou cerca de três horas, o argentino mostrou-se satisfeito com o resultado. “Foi uma final bem disputada, mas com o calor do público consegui vencer”.

Matias Descotte considerou, na ocasião, que a qualidade do jogo da final é resultado da competitividade que caracteriza o Standard Bank Open, que conta com a participação de atletas internacionais de renome e com uma pontuação assinalável no ranking mundial.

Apesar de ter sido derrotado em singulares masculinos, o zimbabweano Benjamin Lock teve, também, motivos para celebrar pois venceu, ao lado do seu irmão, Courtney Lock, a final em pares masculinos. A dupla recebeu um prémio no valor de 57.000 meticais.

Na ocasião, Courtney Lock disse que a dupla se sentia privilegiada por participar no Standard Bank Open, “um torneio que proporciona aos atletas da região, e não só, a oportunidade de participar numa prova como esta (em alusão ao Future)”.

Por seu turno, o director de Marketing e Comunicação do Standard Bank, Alfredo Mucavela, afirmou que os jogos disputados, da qualificação à final, superaram as expectativas. Nesse sentido, Alfredo Mucavela reiterou “o sonho de vermos os tenistas nacionais a competirem ao nível dos atletas estrangeiros que participam na prova, em particular os finalistas, que nos proporcionaram um grande jogo”.

Já o presidente da Federação Moçambicana de Ténis (FMT), Valige Tauabo, considerou que a participação de atletas estrangeiros no Standard Bank Open é uma oportunidade para os tenistas nacionais se profissionalizarem. “Este é o caminho para a profissionalização dos nossos atletas.

Assistimos, hoje, a um ténis de qualidade e esperamos que os tenistas nacionais e os alunos que fazem parte do projecto de massificação de ténis nas escolas consigam atingir este nível e que participem em torneios mundiais, tais como o Davis Cup e o Fed Cup”, disse Valige Tauabo.

Importa realçar que, no sábado, para além da final do primeiro Future, arrancaram os jogos do Top Moz nas categorias Juniores e Veteranos, que vão decorrer durante a semana, a par do segundo Future, que inicia na segunda-feira, 12 de Novembro.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!