Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Tempestade Tembin deixa as Filipinas após causar mais 200 mortos

A tempestade tropical Tembin deixou durante o fim-de-semana as Filipinas reforçado até a categoria de tufão e após deixar trás de si mais de duas centenas de mortos e dezenas de desaparecidos na ilha de Mindanao, no sul do país.

O serviço meteorológico PAGASA indicou que a tempestade adentrava no Mar da China Meridional e encontrava-se já fora da área de influência filipina, num último boletim no qual deu por terminada a alerta por tufão no país.

Segundo PAGASA, Tembin deixou o arquipélago após passar pelo sul da ilha de Palawan, onde chegou com ventos constantes de 120 km/h, e manterá ao longo do dia o risco de chuvas de intensidade entre moderada e forte.

A tempestade, chamada Vinta nas Filipinas, chegou a Palawan após passar sexta-feira pela ilha de Mindanao, a segunda maior do arquipélago, onde se declarou o estado de calamidade em várias províncias.

Imagens da televisão local mostraram casas destruídas ou alagadas e a vizinhos a evacuar as suas famílias agarrados a cordas para atravessar a forte corrente de água que inunda várias zonas urbanas da região.

O departamento de Defesa Civil das Filipinas elevou na segunda-feira para 240 o número de mortos pela tempestade Tembin na região sul do país, enquanto ainda há mais de 100 pessoas desaparecidas e 550 mil desabrigados.

Além disso, 107 pessoas estão desaparecidas e são procuradas pelas equipas de resgate, nas quais trabalham soldados, policiais e voluntários, entre outros.

Das 541.005 pessoas registadas como afetadas pelo Conselho Nacional de Gestão e Redução do Perigo de Desastre (NDRRMC), o órgão que canaliza todas as informações oficiais, 97.583 filipinos passaram o Natal em algum dos 261 centros de evacuados abertos, enquanto outras 84.794 pessoas contam com assistência governamental destes centros, embora residam fora deles.

O NDRRMC desdobrou 4 mil pessoas, divididas em 500 equipes de oito membros cada uma, nas províncias afetadas, entre as quais se destacam pelos danos registados as de Lanao do Norte, Lanao do Sul e Zamboanga do Norte.

A tempestade Tembin deve agora fustigar o Vietname transformada em tufão, após se fortalecer no seu caminho pelo mar da China Meridional.

As autoridades vietnamitas evacuaram cerca de 650 mil pessoas como prevenção, a maior parte delas em zonas do delta do rio Mekong que habitualmente inundam.

A imprensa local compara a situação com o tufão Linda, que em 1997 causou, com mais de 4 mil mortos, um dos desastres mais graves do Vietnã nos últimos 100 anos.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!