Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Tailândia decreta feriado para facilitar fuga das enchentes

A Tailândia anunciou cinco dias de feriado, esta terça-feira, para dar à população uma chance de escapar das enchentes que se aproximam da capital Bangcoc. As autoridades também ordenaram a retirada dos moradores de um bairro residencial nos arredores da cidade, depois de um dique ter sido destruído pelas águas.

O feriado tailandês começa quinta-feira e segue até o dia 31 de outubro e vale para Bangcoc e para outras 20 províncias afetadas pelas piores enchentes em 50 anos no país.

As enchentes forçaram o fecho de sete áreas industriais nas províncias de Ayutthaya, Nonthaburi e Pathum Thani, vizinhas de Bangcoc, gerando prejuízos de bilhões de dólares, interrompendo cadeias de fornecimento e deixando 650 mil pessoas temporariamente desempregadas.

O governo anunciou um orçamento de 325 bilhões de baht (10,6 bilhões de dólares), Terça-feira, para ajudar na reconstrução do país.

As enchentes já mataram pelo menos 366 pessoas desde meados de julho e afetaram as vidas de aproximadamente 2,5 milhões de pessoas, com mais de 113 mil a vivendo em abrigos temporários e 720 mil necessitando de assistência médica.

Apesar dos esforços das autoridades para evitar a inundação de Bangcoc, níveis recordes de água no rio Chao Phraya, que atravessa a cidade, aumentam os riscos de enchentes no centro da capital tailandesa, especialmente se as fortes chuvas retornarem.

O aeroporto de Don Muang, o segundo maior de Bangcoc, seria fechado temporariamente, esta Terça-feira, considerando as dificuldades que passageiros e funcionários terão para chegar ao terminal. A previsão é de que seja reaberto no dia 1 de Novembro.

O principal aeroporto, Suvarnabhumi, não foi afetado por estar numa área mais alta. No entanto, a Thai Airways International, que opera em Suvarnabhumi, disse que reduziria o número de voos por conta da falta de funcionários.

O centro para a resposta à crise do governo está localizado no distrito de Don Muang, um dos três distritos inundados desde Sábado, e a premiê Yingluck Shinawatra disse, Terça-feira, que o centro deve ser transferido para outro lugar.

O centro deu instruções para que os moradores do bairro residencial de Muang Ake, no norte de Bangcoc, se retirem, esta Terça-feira, depois de um muro de proteção na província próxima de Pathun Thani ter sido rompido.

Segundo previsões do Departamento Meteorológico, pancadas de chuva devem atingir a capital, esta Terça e quarta-feira, depois de três dias de seca.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!