Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Taça de Moçambique: favoritos apuram-se sem surpresas nas fases regionais

Taça de Moçambique: favoritos apuram-se sem surpresas nas fases regionais

O Desportivo de Maputo eliminou o estreante ENH de Vilankulos e apurou-se para a fase nacional da segunda maior competição futebolística do país. Em Nampula, o Ferroviário local humilhou as Águias Especiais de Lichinga.

Em partida que teve lugar no Estádio Nacional do Zimpeto, na tarde de último domingo (08), o Desportivo de Maputo precisou de apenas três minutos para revelar a sua natural superioridade diante do estreante ENH. Volvidos três minutos do jogo, Jojó tirou proveito da passividade dos defensores contrários para inaugurar o marcador.

De forma surpreendente, os representantes de Inhambane responderam com ousadia e puderam, aos cinco minutos, restabelecer a igualdade no marcador. A jogada partiu da zona do meio-campo com um toque de classe de Pires para Sergito que, depois de galgar terreno rumo à grande área, desferiu um portentoso remate para uma defesa incompleta de Victor, tendo o capitão surgido na recarga para furar as redes alvinegras.

Em sentido, por perceber que o ENH não era tão frágil como se pensava, o Desportivo correu atrás do golo e, aos 13 minutos, Jojó cabeceou para uma defesa apertada de Abdul, depois de um belíssimo centro de Mayunda. No lance a seguir, um pouco depois do primeiro quarto de hora, Jojó cruzou para a zona da confusão de onde surgiu Lanito a atirar para o 2 a 1.

A etapa complementar foi bastante pobre em termos de jogo disputado e de ocasiões de golo, tendo-se destacado o remate de Lanito para as malhas laterais da baliza; um livre directo de Geraldo que não conseguiu trair Abdul e uma grande penalidade que o árbitro ficou por assinalar a favor do ENH.

Contudo, houve tempo para Jojó bisar no jogo e confirmar o apuramento do Desportivo de Maputo para a fase nacional da Taça de Moçambique.

Ferroviário de Nampula humilha Águias Especiais de Lichinga

Foi uma goleada à moda antiga protagonizada pela locomotiva da chamada “capital do Norte”, sobre os polícias da cidade de Lichinga. O primeiro golo do jogo, sem muitas surpresas, foi apontado por Eboh à passagem do minuto 14.

Aos 21, Tony ampliou a vantagem. Todavia, no momento em que o público festeja este tento, Foster convertia com classe uma grande penalidade, apontando o 3 a 0.

O quarto tento da equipa treinada por Rogério Gonçalves foi da autoria de Tony, mesmo sobre o minuto 45 da primeira parte.

Na segunda metade do jogo, as Águias Especiais não entraram diferentes e permitiram que o Ferroviário de Nampula chegasse com naturalidade aos 5 a 0, com golo de Calton. Aliás, o mesmo jogador, que reforçou recentemente o ataque locomotiva, voltou a marcar cinco minutos depois.

Já em período de compensação, logo depois da turma locomotiva ter apontado o seu sétimo golo, as Águias Especiais marcaram o tento de honra na transformação de uma grande penalidade.

Quadro completo de resultados

Região Sul:

Ferroviário de Maputo 6 – 1 Escola de Sargentos de Boane

Costa do Sol 3 – 2 Matchedje

Estrela Vermelha de Maputo 3 – 1 Estrela Vermelha de Gaza

Desportivo Maputo 3 – 1 Empresa Nacional de Hidrocarbonetos

Região Centro:

Atlético de Gondôla 0 – 1 HCB Songo

Ferroviário da Beira 3 – 0 FC Munhava

Região Norte:

Ferroviário de Nampula 7 – 1 Águias Especiais de Lichinga

Desportivo Pemba 0 – 1 Desportivo Nacala

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!