Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Suspeitos de integrar Boko Haram matam 42 pessoas na Nigéria, segundo a polícia

Homens vestidos como soldados e suspeitos de serem militantes islamitas mataram pelo menos 42 pessoas num ataque a um vilarejo no nordeste da Nigéria, região que está no centro da escalada crescente de uma insurgência que vem aumentando os ataques contra civis, disse uma fonte da polícia.

O ataque na vila de Bardari na noite da quarta-feira ocorreu um dia depois de as autoridades e os testemunhas terem dito que outras acções dos militantes levaram à morte de dezenas de pessoas em três outros vilarejos do Estado de Borno, onde os rebeldes do grupo Boko Haram iniciaram a sua campanha para criar um Estado islâmico.

Os homens armados em uniforme militar reuniram os moradores de Bardari e abriram fogo, segundo contou uma fonte policial à Reuters. “As pessoas não puderam identificá-los a tempo como terroristas”, disse.

Os militantes fugiram cruzando um rio e colocaram fogo nas casas no vizinho vilarejo de Kayamla, perto da capital regional, Maiduguri, acrescentou a fonte. O Boko Haram matou milhares de pessoas desde que iniciou a sua revolta em 2009 na Nigéria, o maior produtor de petróleo da África.

O grupo atraiu a atenção mundial em Abril ao sequestrar mais de 200 alunas noutra parte de Borno. O sequestro aumentou a pressão política sobre o presidente Goodluck Jonathan, que aceitou a ajuda dos Estados Unidos e outros países para tentar libertar as raparigas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!