Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Surpreendidos 405 trabalhadores estrangeiros ilegais

Um total de 405 trabalhadores estrangeiros em situação ilegal em Moçambique foram identificados de Janeiro a Setembro do corrente ano, tendo sido suspensos das suas actividades. Estes trabalhadores foram surpreendidos por equipas da Inspecção-Geral do Trabalho (IGT) durante a realização das suas actividades durante o período em análise, de acordo com o relatório provisório desta instituição subordinada ao Ministério do Trabalho (MITRAB).

“Durante o primeiro semestre, as províncias de Nampula, Sofala e Inhambane apresentaram o maior número de trabalhadores estrangeiros suspensos, com 67, 45 e 43 casos respectivamente”, indica o relatório da IGT, cuja cópia foi fornecida à AIM. Contudo, no terceiro trimestre, a província de Nampula (Norte do país) voltou a ter o maior número (28) de trabalhadores estrangeiros em situação ilegal, seguido de Tete (Centro do país) e Cabo Delgado (Norte), com 25 e 17 casos respectivamente.

Dada a gravidade da situação, a IGT afirma ser importante empreender maior esforço para estancar a permanência de trabalhadores estrangeiros ilegais nessas províncias. O documento refere que, no geral, esta instituição inspeccionou um total de 4.294 estabelecimentos desde Janeiro até Setembro passado, abrangendo cerca de 126.260 trabalhadores dos quais 1.196 estrangeiros. Neste leque de inspecções, a IGT detectou um total de 9.109 infracções à lei laboral que resultaram na aplicação de 2.959 multas e 6.150 autos de advertência.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!