Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Supremo sul-coreano confirma prisão perpétua para capitão da balsa que naufragou e matou 304 pessoas em 2014

O Supremo Tribunal da Coreia do Sul confirmou nesta quinta-feira a sentença de prisão perpétua para o capitão da balsa Sewol, cujo naufrágio no ano passado resultou em 304 mortes, a maioria estudantes de ensino médio, numa das maiores tragédias na história do país.

O Supremo sul-coreano confirmou que Lee Joon-seok, de 70 anos, é culpado de assassinato por não cumprir deliberadamente com suas responsabilidades como capitão durante o incidente ocorrido em 16 de Abril de 2014 no litoral sudeste do país, segundo a sentença.

Assim, a Justiça desprezou o recurso apresentado pelo capitão contra a decisão divulgada em Abril por um juiz do Alto Tribunal de Gwangju, no sudoeste da Coreia do Sul.

De acordo com aquela decisão, o capitão se mostrou passivo durante os momentos mais cruciais, já que não deu a ordem de evacuação quando deveria e também não realizou esforços para resgatar os passageiros, por isso “acabou prematuramente com a vida dos estudantes”, concluiu então o juiz.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!