Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Suposto desaparecimento de um homem gera confusão em Vilanculos

Vilanculos acordou em polvorosa na manhã desta Segunda-feira, 28 de Maio, quando um corpo foi dado como desaparecido no interior de um supermercado chamado Global Comercial. A população quis invadir o estabelecimento, mas a Polícia não permitiu. No final, o corpo apareceu.

A notícia correu célere como um rastilho de pólvora pela pacata Vila Municipal de Vilanculos. Uma pessoa tinha desaparecido depois de entrar num supermercado local para fazer compras. Uma adolescente desesperada, em prantos, jurava para todo mundo que o seu pai tinha caído numa cova no interior daquele estabelecimento comercial.

A população não se fez de rogada, correu para a vila e cercou o supermercado. Na sequência disso, os agentes da Lei e Ordem foram chamados a intervir para conter os ânimos dos populares. As lágrimas da adolescente, de 17 anos de idade, cujo nome optamos por omitir, serviram de combustível para atear a revolta dos residentes de Vilanculos. A corporação teve de reforçar o contingente e os meios para proteger o estabelecimento enquanto, dizia, investigava o caso.

Do nada, do meio dos manifestantes, saiu uma saraiva de pedras em direcção aos polícias no local. Os agentes da Lei e Ordem responderam com tiros, tendo ferido 17 pessoas. A população não arredou o pé daquele lugar, mas manteve distância, aos seus olhos, prudente. O supermercado foi fechado.

Vilanculos acordou, nesta Terça-feira, com uma série de versões sobre o caso. Umas diziam que o homem foi encontrado sem vida. Outras davam conta da existência de restos humanos no recinto.

A verdade, porém, é que o proprietário do estabelecimento comercial cercado pela população, em pouco tempo, adquiriu a nacionalidade e ergueu um império imobiliário sem precedentes na história daquele município. Isso, dizem algumas pessoas ouvidas pelo @Verdade, levanta suspeitas. Outra versão colocada pelos residentes dá conta de uma possível guerra entre os agentes económicos.

Em conferência de Imprensa, o porta-voz do Comando Distrital da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Vilanculos, Constantino Chuquelane, fez saber que o suposto desaparecido estava vivo.

“Do trabalho feito no terreno apurámos que não se deu o desaparecimento de ninguém no estabelecimento em causa. O suposto desaparecido está vivo (…)”, referiu a fonte. Quanto às informações que foram circulando ao longo da Segunda-feira, Constantino disse que não correspondem verdade. “Esclarecemos que não se registou o caso que está sendo propalado”.

Quanto ao cidadão ferido que foi levado ao hospital, de acordo com testemunhas, a Polícia não desmente peremptoriamente. Contudo, agentes à paisana confirmaram ao @Verdade que existe, de facto um buraco no estabelecimento, mas o mesmo não foi encontrado nenhum corpo. Na verdade, dizem, trata-se de uma fossa com espaço suficiente para um adulto ficar em pé.

No Comando Distrital da PRM em Vilanculos foi possível conversar com o alegado desaparecido. O homem, que reside em Inhassoro, onde trabalha numa empresa de segurança, garantiu que nunca entrou na loja em causa. A adolescente, por seu turno, garante que recebeu uma chamada dizendo que o seu pai tinha desparecido no local.

Nesse contexto, a rapariga vai responder a um processo-crime. O Global Comercial ainda não voltou a abrir as suas portas depois do episódio. O que é certo é que os negócios, naquele estabelecimento comercial, jamais serão os mesmos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!