Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Supostas ameaças de morte circulam através de celulares em Moçambique

Circulam, desde o princípio de Outubro em curso, em alguns números das três operadoras de telefonia móvel em Moçambique, mensagens apelativas para que não se atenda nenhuma chamada telefónica nem se leia alguma mensagem cujo remetente seja um número com quatro ou seis algarismos, alegadamente porque o destinatário pode morrer.

Nessas mensagens, segundo alguns cidadãos que indicam ter conhecimento de pessoas que já foram vítimas do mesmo problema nas províncias de Tete e Manica, aparecem cruzes vermelhas e setas com sangue. Alguns indivíduos estão preocupados e supõe-se existe uma igreja satânica que pretende matar as pessoas via celular.

Paralelamente isso, outra informação que está a ser difundida apela para que não se atenda nem se retorne nenhuma chamada feita a partir de um número que termina por 375. Telefonar para esse número, de acordo com a explicação das pessoas encarregues pela sua difusão, significa, automaticamente, estar a fornecer alguns dados, tais como números de cartões de crédito dentre outras informações pessoais e, por conseguinte, correr-se o risco de perder alguns bens.

As três operadoras de telefonia móvel no país disseram ao @Verdade que essa informação não passa de um boato difundido pela própria população. Por exemplo, Alda Cossa, da mcel, reconheceu que através dos seus clientes tem conhecimento do referido conteúdo das mensagens.

Alguns dizem que há inclusive chamadas efectuadas com números vermelhos. Entretanto, tudo isso é boato. Alda Cossa apela aos citadinos para que se mantenham calmos e atendam as suas chamadas telefónicas e leiam mensagens escritas via celular normalmente e sem receios.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!