Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Qualificação CAN 2015: “Super “ Ricardo garante um ponto em Ndola

Qualificação CAN 2015: “Super “ Ricardo garante um ponto em Ndola

Moçambique arrancou um precioso ponto neste sábado (06) na Zâmbia, em jogo da primeira jornada do grupo F de qualificação ao Campeonato Africano das Nações (CAN) em Futebol de 2015, graças a uma grande segura actuação do guarda-redes Ricardo Campo.

Desde os instantes iniciais a seleção comandada por João Chissano, que entrou no clássico 4-3-3, mostrou que vinha para este jogo para no mínimo sair com um ponto, frente a uma Zâmbia que queria vencer para a manter a tradição. No primeiro quarto hora o jogo estava equilibrado sobretudo na zona do meio-campo, onde Momed Hagy e Simão Mathe conseguiam travar os venenosos contra-ataques dos “Chipolopolos”.

Os Mambas foram os primeiros a visitar a baliza contrária, decorria o minuto 3, quando Josimar depois de uma excelente combinação com Sonito rematou ao lado da baliza de Nweene. Os zambianos não conseguiam penetrar na muralha defensiva montada por João Chissano, porque o quarteto defensivo do combinado nacional não facilitava, sobretudo Dário Khan e Mexer que ganhavam todas as bolas no duelo com os avançados da equipa anfitriã.

Aos 12 minutos, Domingues recupera a bola na zona intermediaria, passa por dois contrários e passa para Josimar que a entrada da área rematou por cima da baliza zambiana. À entrada do segundo quarto de hora do jogo o conjunto moçambicano entregou a iniciativa de jogo aos chipolopolos, mas os donos da casa não conseguiam criar perigo junto a baliza defendida por Ricardo Campos.

O primeiro remate da Zâmbia a baliza moçambicana surgiu aos 40 minutos, Jacob Mulenga flecte da direita para o meio e rematou forte para uma defesa segura do guarda-redes moçambicano. Os zambianos estavam na mó de cima de a passagem do minuto 44, Katongo com um passe magistral isola Mayuka que rematou para uma intervenção fantástica de Ricardo Campos. Na recarga o guarda-redes moçambicano volta a negar o golo ao capitão dos anfitriões. Com o nulo as duas equipas foram ao intervalo.

Ricardo Campos evita a 14ª derrota dos Mambas frente a Zâmbia

Diferente do que aconteceu na primeira etapa, os ”chipolopolos” assim que soou o apito do árbitro tomaram as rédeas de jogo, obrigando o cominado nacional a recuar para o sector mais recuado. Aos 47 minutos Jacob Mulenga do meio da rua desferiu um portentoso remate para uma defesa segura de Ricardo Campos. No lance seguinte, depois de uma perda de bola por parte de Simão Mathe, Mayuka do meio da rua rematou por cima da barra transversal da baliza de Ricardo Campos.

Nesta etapa a equipa de João Chissano optava pela contenção e deixava Sonito para segurar a defensiva zambiana. Aos 75 minutos, Domingues na sequência de um livre a castigar uma carga de Sunzu sobre Sonito, rematou ao lado da baliza de Nweene.

Na resposta dos Zambianos, depois de uma excelente combinação com Mayuka, Sinkala rematou forte para mais uma excelente defesa de Ricardo Campos. Nos últimos 10 minutos os Chipolopolos lançaram-se ao ataque a procura do golo para garantir os três pontos. À passagem do minuto 88, na sequência de um livre a entrada da área, Mayuka rematou e a bola passou a escassos centímetros da baliza de Ricardo Campos.

Na resposta do combinado moçambicano, Domingues com um passe magistral descobre Hélder Pelembe, mas este rematou forte para uma defesa a dois tempos de Nweene, depois dai os “Mambas”, optaram em segurar o nulo ate ao final do tempo regulamentar. Na outra partida referente ao mesmo grupo, o Cabo Verde derrotou o Níger por 3 a 1 e isolou-se na liderança.

Importa referir que na próxima quarta-feira (10) Moçambique defronta a sua congénere do Níger no Estádio Nacional de Zimpeto.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!