Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Suécia pretende financiar agricultura no Corredor de Nacala

A Suécia, através da sua embaixada em Moçambique, manifestou interesse de investir, nos próximos tempos, na agricultura no Corredor de Nacala, no âmbito do plano de desenvolvimento de pequenos agricultores.

Paul Malin, chefe da delegação da União Europeia em Moçambique, não avançou detalhes sobre o projecto que existe para o efeito, nem os montantes a serem aplicados, mas disse que se pretende que os pequenos agricultores tenham capacidade de produzir para o seu auto-sustento e aumentar a produtividade nacional.

Ao @Verdade, Paul Malin frisou que apesar dos cortes orçamentais a que os seus países estão a ser alvos, uma situação decorrente da crise económica mundial que afecta muitos países europeus, a União Europeia vai continuar a apoiar Moçambique.

O nosso interlocutor, que falava depois de um encontro entre os embaixadores da União Europeia e a Plataforma da Sociedade Civil em Nampula, apontou que a agricultura, democracia e boa governação são algumas áreas que constam das prioridades na alocação do financiamento. “Moçambique é um bom exemplo de investimento externo europeu. Embora haja alguns focos relacionados com a corrupção, encoraja-nos a dar continuidade aos apoios”.

Entretanto, Paul Malin disse estar os embaixadores estão preocupados com os problemas relacionados com os conflitos de terra entre os investidores e várias famílias em Nampula. Por isso, apela para que seja cumprida a Lei de Terra.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!