Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Subiu para 60 o número de vítimas mortais da tragédia de Caphiridzange

Subiu para 60 o número de vítimas mortais da tragédia de Caphiridzange

Foto de Cidadão RepórterComeçaram a ser sepultadas, numa vala comum, na tarde desta sexta-feira(19) as primeiras vítimas mortais da explosão de um camião-tanque que transportava gasolina, nesta quinta-feira (17), na localidade de Caphiridzange, no distrito de Moatize, na província de Tete. As autoridades de saúde actualizaram em 60 o total de moçambicanos que pereceram, entre eles uma mulher grávida e três menores de idade.

Para além das 43 pessoas que perderam a vida no local da explosão, quando aparentemente tentavam roubar gasolina, 17 outras acabaram por falecer no Hospital distrital de Tete nas últimas 24 horas, de acordo com informação prestada pela directora provincial de Saúde, Dra. Carla Lazarus. A fonte disse ao canal público de televisão que entre as vítimas mortais estão uma mulher grávida e três crianças.

Segundo a Dra. Carla Lazarus foram registadas 156 vítimas da explosão do tanque com gasolina de um camião que fazia o trajecto entre o Porto da Beira, na província de Sofala, e o Malawi.

Estão ainda a receber tratamento médico 96 cidadãos moçambicanos, entre eles 16 menores de idade. “36 destes doentes são queimados graves, têm praticamente toda superfície corporal queimada e estes, mesmo em Países com grandes recursos, dificilmente sobrevivem, o risco de morte é muito grande” afirmou o Dr. Ussene Isse, director nacional de Assistência Médica junto do Ministério da Saúde.

Entretanto na tarde desta sexta-feira(18) foram sepultados numa vala comum 12 vítima mortais cujos cadáveres não puderam ser identificados. Outros falecidos também foram sepultados. Existe uma certa urgência em proceder com os enterros pois a morgue do Hospital distrital de Tete não tem capacidade para acomodar tantos cadáveres.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!