Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Somalis e etíopes pedem asilo político em Moçambique

As autoridades da província de Nampula, no norte de Moçambique, receberam nas duas últimas semanas, mais de 700 cidadãos somalis e etíopes requerentes de asilo político.

Inácio Dina, porta-voz da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Nampula, citado pela Televisão de Moçambique (TVM), estação pública, disse que os mesmos foram encaminhados ao centro de refugiados de Maretane, localizado naquela província.

De acordo com Dina, só nos últimos três dias, 521 estrangeiros, na sua maioria somalis, entraram no país com guias de pedido de asilo.

“Nas últimas duas semanas recebemos mais de 700 imigrantes requerentes de asilo que entraram no país com guias. Na sua maioria são somalis, mas também temos etíopes. Estes pedem asilo político devido a instabilidade política vivida nos seus países” disse.

Nos últimos tempos, Moçambique tem sido destino preferencial de estrangeiros vindos da Somália, Etiópia, Paquistão e Bangladesh que dizem estar a procura de asilo devido à crise política e social em que estão mergulhados os seus países.

Alguns imigrantes, que entram para o país por vias ilegais, chegam a pagar cerca de três mil dólares para chegar a Moçambique.

Muitos destes fixam-se nas províncias da Zambézia, Nampula e Cabo Delgado (centro e norte) onde iniciam alguns pequenos negócios e nalguns casos, depois desaparecem para um destino incerto.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!