Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Sofala vai exportar 4 mil toneladas de castanha de Cajú para Índia

A província de Sofala, no centro de Moçambique, vai exportar no presente ano, quatro mil toneladas de castanha de caju para a Índia, segundo uma fonte do Instituto Nacional de Caju (Incaju), citada pela agência noticiosa “Macaqueio”.

No corrente ano, a província de Sofala prevê produzir 5,5 mil toneladas de castanha de caju. Segundo a fonte, as receitas previstas para este ano com a produção e comercialização da castanha de caju em Sofala deverão atingir cerca de 120 milhões de meticais (3,8 milhões de dólares) contra os 40 milhões de meticais (1,3 milhões de dólares) registados na época transacta.

A fonte refere que a “boa produção” deve-se às “boas condições climáticas” bem como à pulverização dos cajueiros, boa floração, entre outros. Para o presente ano, serão tratados 4,5 milhões de cajueiros em todo o país, com o objectivo de torná-los mais produtivos.

Em Nampula serão tratados 2,2 milhões de árvores, seguindo-se a província de Cabo Delgado com 1,5 milhões de cajueiros e a Zambézia com duzentos mil.

Este programa também será extensivo às províncias de Manica, Gaza, Maputo e Sofala. Para a presente campanha, Moçambique prevê produzir 95 mil toneladas de castanha de caju.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!