Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Sob o comando de Boris Pucic Mambas sobem no ranking da FIFA mas terminam 2015 fora do top “100”

Foto de Adérito CaldeiraOs dois bons resultados da selecção nacional de futebol de Moçambique, sob o comando interino de Boris Pucic, diante da sua congénere do Gabão em Novembro permitiram aos Mambas subir no “ranking” da FIFA, que continua a ser liderado pela Bélgica, e terminar o ano de 2015 na 111ª posição.

Eliminada da corrida para o Campeonato do Mundo de futebol, fora do Campeonato Africano para jogadores que actuam nos campeonatos internos(CHAN) de 2016 e com pouca chances de apuramento para o Campeonato Africano das Nações(CAN) de 2017 a selecção de Moçambique recuperou algum fôlego, com a vitória caseira e empate no tempo regulamentar contra o Gabão, e subiu 14 posições na actualização desta quinta-feira(03) do “ranking” da FIFA. Ironicamente a selecção gabonesa desceu três lugares.

Nos dois últimos meses, com Hélder Muianga (Mano-Mano) como treinador, os Mambas haviam caído 30 posições.

A selecção de futebol de Moçambique não tem treinador principal nesta altura, o compromisso com o croata Boris Pucic era apenas para as duas partidas de apuramento para a fase de grupo da zona africana de apuramento para o Mundial da Rússia, e só volta a jogar à sério em Março de 2016 quando defrontar o Gana em partida a contar para o Grupo H de qualificação para o CAN de 2017.

Os Mambas que tem zero pontos até podem ainda sonhar com o apuramento para a mais importante prova continental de selecção mas precisam de vencer os próximos quatro jogos, dois deles diante do ganenses, a terceira melhor selecção do nosso continente no “ranking”, primeiro a 23 de Março como visitante e depois a 27 de Março de 2016 como anfitrião, e contar que os seus adversários percam pontos.

Tubarões Azuis continuam a ser a quarta melhor selecção de África

A selecção africana melhor classificada no “ranking da FIFA continua a ser a Costa do Marfim, na 19ª posição, seguida pela Argélia, na 28ª posição, e pelo Gana, na 33ª posição. A selecção de Cabo Verde caiu sete lugares mas continua a ser a quarta melhor selecção do nosso continente, ocupando a 39ª posição geral.

Entre os restantes países lusófonos Angola, que também foi eliminada da corrida para o Mundial de 2018, caiu para o 105º lugar, a Guiné-Bissau ocupa o actualmente o 146º posto, São Tomé e Príncipe é 156º e Timor-Leste está na 170ª posição.

Entretanto a Bélgica permanece no topo da hierarquia, à frente de Argentina, que ocupava o terceiro lugar, e Espanha, que regressa ao pódio pela primeira vez desde o Mundial2014, enquanto a Alemanha, campeã do mundo, segue agora no quarto lugar, depois de cair dois lugares.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!