Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

SELO: Será que a culpa é nossa? – Por Wilion Maning

Vários moçambicanos em situação ilegal na África do Sul são acusados de ser os promotores de assaltos e outros crimes naquele país, pondo em causa a tranquilidade pública. Assim reportou a media sul-africana, há dias.

Não é de hoje a ocorrência de crimes e outras situações anómalas que perturbam a ordem e tranquilidade daquele país. O que me deixou indignado é o facto de os órgãos de comunicação social locais responsabilizarem nos nossos por tais actos. Contudo, não quero, de modo nenhum, refutar ou descartar a possibilidade de haver moçambicanos que se envolvem em assaltos e outros tipos de crimes naquele país.

O facto de existirem moçambicanos em situação ilegal não é sinal de que eles sejam promotores de desmandos, pois não há provas disso.

Sabemos de antemão que a África do Sul recebe pessoas de todos os pontos do continente africano, que buscam melhores condições de vida. Algumas dessas pessoas também encontram-se em situação ilegal tal como determinados moçambicanos.

Parece-me que os sul-africanos não nos querem em seu território, pese embora os governos dos dois países tenham firmados relações de cooperação. É exagerado dizer que os nossos compatriotras saem de moçambique para criar terror noutro país. Há uma necessidade de se investigar este assunto com aprofundada.

Por Wilion Maning

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!