Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Selo d’ verdade

 

Por uma cidadania saudável

Nesta artéria muito movimentada, 24 de Julho, há um prédio perto da Escola Industrial 1º de Maio com um enorme parque de estacionamento. Eu vivo nessa área, onde há também um estacionamento recentemente construído pelo Municipio, só que atrás de quem está estacionado, forma-se uma segunda fila de carros, quem quer sair, tem que andar à procura dos donos dos carros e pedir por favor para virem afastar, o que transtorna a vida de quem tem pressa e tem a sua vida.

Da varanda vejo todos os dias problemas, aborrecimentos, quem espera e desespera para tirar o carro, contudo ao lado há um parque automóvel pago, há estacionamentos na zona, só que atrás dos outros é que se sentem bem, são sempre os mesmos todos os dias, pedimos à Brigada de Trânsito que por favor passem por lá, neste abuso, contra a forma de vida de uma boa cidadania civilizada.

Custódio Manjate

Geografia do mau-cheiro

É incrível como cada vez mais o @Verdade consegue ser um jornal inteligente e perspicaz. As coisas que relata e o modo como as escreve, tão resumidamente coerente, sempre me chamam à reflexão. Desta vez, o artigo “Geografia do mau-cheiro” (edição 022) fez-me perceber a realidade exactamente como Filipe Ribas a descreveu. Tratei logo de enviar o artigo, por e-mail, a todos os meus amigos, não só aos que se parecem comigo, mas também aos que não pensam nem agem como eu.

Clara Nuteja

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!