Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Segurança da seleção de Togo era incumbência de Angola

Angola conhecia os riscos de um ataque terrorista e, por isso, tinha a obrigação de garantir a segurança dos participantes no CAN, afirmou na terça-feira o organizador do Mundial Mundial 2010 de futebol na África do Sul, depois do ataque sofrido pela equipe togolesa.

“Há quanto tempo sabemos que há um grupo separatista em Angola e que havia possibilidades de um ataque?”, questionou Danny Jordaan, chefe do comitê local de organização (LOC) do Mundial-2010, que será realizado na África do Sul de 11 de Junho a 11 de Julho deste ano.

O comboio da delegação togolesa foi atacado sexta-feira por rebeldes das Forças de Libertação do Estado de Cabinda-Posição Militar (FLEC-PM) logo depois de entrar no enclave de Cabinda, local escolhido para sediar os jogos do Grupo B. Duas pessoas morreram no tiroteio. O governo togolês decidiu retirar a seleção do torneio.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!