Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Seca na África coloca em risco 500 mil crianças, alerta ONU

A vida de meio milhão de crianças da região do Chifre da África está sob risco, alertaram agências internacionais de ajuda humanitária na sexta-feira, uma vez que a pior seca em décadas tem forçado milhares de pessoas a deixarem suas casas a cada dia.

O alto preço dos alimentos e os anos mais secos desde o começo da década de 1950 têm levado ao desespero muitas famílias pobres no Quênia, na Somália, na Etiópia e no Djibuti, disse o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). “Temos mais de dois milhões de crianças desnutridas. Meio milhão dessas crianças estão em condições de risco de vida nesse estágio — um aumento de 50 por cento com relação aos números de 2009”, disse a porta-voz do Unicef Marixie Mercado em entrevista coletiva.

Os índices de desnutrição em alguns acampamentos são de ao menos 45 por cento, três vezes maior do que o limite de emergência, afirmou Mercado. As taxas de mortalidade infantil também são muito altas. “Num acampamento na Etiópia, o número está acima do limite de emergência de quatro mortes para cada 10 mil crianças por dia e é esse também o caso no distrito de Turkana, no Quênia”, disse.

O Unicef fez um apelo por 31,9 milhões de dólares para ajudar as crianças gravemente desnutridas da região ao longo dos próximos três meses. A agência planeja organizar campanhas de vacinação infantil, em especial contra o sarampo, que pode ser mortal em crianças não vacinadas, e fornecer água potável e melhores condições sanitárias.

O número de pessoas necessitando de assistência alimentar na região do Chifre da África deve subir para 10 milhões, em comparação com os 6 milhões previstos anteriormente, informou o Programa Alimentar Mundial (WFP, na sigla em inglês). Isso tem pressionado o orçamento de 477 milhões de dólares da agência da Organização das Nações Unidas (ONU) para a região, que já enfrenta uma redução de 40 por cento.

Na Etiópia, o WFP prevê que 3,5 milhões de pessoas serão atingidas pela seca e que um número igual de pessoas seja afetado no Quênia até agosto.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!