Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Saúde concluiu afectação de médicos

O Ministério da Saúde concluiu, recentemente, a colocação de quadros qualificados nos distritos da província de Nampula, nomeadamente médicos e técnicos sanitários, numa acção que visa assegurar a melhoria de prestação de serviços naquela área.

Paralelamente, tem em vista reduzir a transferência de doentes das diversas unidades sanitárias instaladas nos distritos para o Hospital Central de Nampula, evitando o congestionamento que este tem registado com frequência em virtude da sua insuficiência de camas para internamento.

Francisco Mucanheia, Secretário Permanente do governo provincial, que deu a conhecer o facto na última terça-feira, disse que todos os distritos foram apetrechados de médicos, à excepção de Lalaua, que aguarda a conclusão das obras, em curso, de construção da residência do respectivo médico. Já temos um médico para este distrito, e logo que as condições estiverem criadas, ele virá fixar-se aqui imediatamente. Assegurou Mucanheia.

Dados em poder do nosso jornal referem que até finais de 2008 a província tinha um total de 28.214, técnicos de saúde, cujo rácio era de 1 médico por 1637 habitantes. Abordado sobre a subida de doenças de notificação obrigatória, numa fase em que os distritos dispõem de quadros qualificados na área de saúde, o nosso interlocutor reconheceu o facto, alegando, entretanto, que o facto deve-se ao aumento da densidade populacional em quase todos os distritos da província de Nampula.

A província de Nampula, que há dez anos, tinha cerca de dois milhões de habitantes, actualmente esse número subiu para mais de quatro milhões. Sustentou a fonte. Aquele dirigente revelou, por outro lado, que o aumento de casos notificados nas unidades sanitárias decorre do crescimento do nível de consciência das populações que têm vindo já a enraizar o hábito de acorrerem aos serviços de saúde ao menor sintoma.

Com vista a inverter a situação, foram lançadas várias iniciativas presidenciais, nomeadamente para o Combate ao HIV/SIDA, Saneamento do Meio, Saúde da Mulher e Criança, entre outras, que preconizam o envolvimento de todas as camadas sociais.

Como resultado da aderência das populações aos referidos programas, a província de Nampula registou uma redução do índice de seroprevalência, que se situava nos 9.7 por cento em 2004, e até finais de 2008 estão em 8 por cento.

Entretanto, dados estatísticos em poder do nosso jornal, referem que na província de Nampula, o volume das actividades da saúde, sobretudo relacionadas com atendimento nas unidades sanitárias aumentaram, de 11.812 para 15.331, nos últimos cinco anos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!