Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Saúde concluiu afectação de médicos

O Ministério da Saúde concluiu, recentemente, a colocação de quadros qualificados nos distritos da província de Nampula, nomeadamente médicos e técnicos sanitários, numa acção que visa assegurar a melhoria de prestação de serviços naquela área.

Paralelamente, tem em vista reduzir a transferência de doentes das diversas unidades sanitárias instaladas nos distritos para o Hospital Central de Nampula, evitando o congestionamento que este tem registado com frequência em virtude da sua insuficiência de camas para internamento.

Francisco Mucanheia, Secretário Permanente do governo provincial, que deu a conhecer o facto na última terça-feira, disse que todos os distritos foram apetrechados de médicos, à excepção de Lalaua, que aguarda a conclusão das obras, em curso, de construção da residência do respectivo médico. Já temos um médico para este distrito, e logo que as condições estiverem criadas, ele virá fixar-se aqui imediatamente. Assegurou Mucanheia.

Dados em poder do nosso jornal referem que até finais de 2008 a província tinha um total de 28.214, técnicos de saúde, cujo rácio era de 1 médico por 1637 habitantes. Abordado sobre a subida de doenças de notificação obrigatória, numa fase em que os distritos dispõem de quadros qualificados na área de saúde, o nosso interlocutor reconheceu o facto, alegando, entretanto, que o facto deve-se ao aumento da densidade populacional em quase todos os distritos da província de Nampula.

A província de Nampula, que há dez anos, tinha cerca de dois milhões de habitantes, actualmente esse número subiu para mais de quatro milhões. Sustentou a fonte. Aquele dirigente revelou, por outro lado, que o aumento de casos notificados nas unidades sanitárias decorre do crescimento do nível de consciência das populações que têm vindo já a enraizar o hábito de acorrerem aos serviços de saúde ao menor sintoma.

Com vista a inverter a situação, foram lançadas várias iniciativas presidenciais, nomeadamente para o Combate ao HIV/SIDA, Saneamento do Meio, Saúde da Mulher e Criança, entre outras, que preconizam o envolvimento de todas as camadas sociais.

Como resultado da aderência das populações aos referidos programas, a província de Nampula registou uma redução do índice de seroprevalência, que se situava nos 9.7 por cento em 2004, e até finais de 2008 estão em 8 por cento.

Entretanto, dados estatísticos em poder do nosso jornal, referem que na província de Nampula, o volume das actividades da saúde, sobretudo relacionadas com atendimento nas unidades sanitárias aumentaram, de 11.812 para 15.331, nos últimos cinco anos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!