Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Salários continuam mínimos e os combustíveis estão mais caros

Salários continuam mínimos e os combustíveis estão mais caros

Depois do circo (entenda-se inauguração do estádio nacional) vem a dura realidade: os salários continuam mínimos e os combustíveis líquidos estão mais caros. O Governo reunido esta terça-feira na sua 14ª Sessão Ordinária do Conselho de Ministros aprovou o aumento dos combustíveis em 5% e 10%.

Assim a partir da meia noite a gasolina que custava 40 Mt passa a custar 44 Mt, o gasoleo que custava 30,98 Mt passa a custar 34,08 Mt e o petróleo de iluminação também aumentou para 26,52Mt. O gás de cozinha sofreu um aumento menor, de 5%, passando dos anteriores 52,84 Mt para 55,48 Mt.

O Ministro da Energia Salvador Namburete sugere aos automobilistas o uso do combustíveis alternativas como gás natural e a jathopha.

Os transportadores semi colectivos de passageiros, vulga chapa, que estão licenciados, irão beneficiar de uma compensação sobre o aumento verificado no custo do combustível usado no transporte de passageiro.

O Executivo de Armando Guebuza também aprovou a nova tabela de salários mínimos cujo aumento varia de 6,2% no sector do açúcar até 52% no sector Financeiro. Os trabalhadores do sector do açúcar que tinham como salário mínimo 1.500 Mt vão ter uma aumento de apenas 90 Mt, enquando o sector agrícola, que teve um aumento de 13%, passa a ter um salário mínimo de 1.697 Mt.

O sector das pescas teve um aumento de 7,3% tem o salário mínimo fixado em 2.199 meticais, a indústria e extracção minerais, que teve um aumento de 13,2%, tem o salário mínimo fixado em 2.399 mt. A indústria transformadora viu o salário mínimo crescer 8,6%, passando a ser de 2.497 Mt, no sector da produção e distribuição de energia, água e gás o salário mínimo aumentou 10,8% estando fixado em 2.662 Mt, no sector de construção o aumento é de 15% e o salário mínimo é de 2.533 meticais.

O sector das actividades e serviços não financeiros teve uma aumento de 14% enquanto os trabalhadores da administração pública, defesa e segurança vão beneficiar de um aumento de 8%.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!