Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Roubos e oportunismo na terminal transportes da Junta

A terminal inter-provincial da Junta, na cidade de Maputo, tem estado a conhecer, nos últimos dias, enchentes de pessoas que procuram pelo transporte inter-provincial. Estas enchentes têm sido acompanhadas por roubos e especulação nas tarifas dos transportes para as diferentes províncias.

Trata-se de um cenário muito frequente na quadra festiva, em que oportunistas têm assaltado a terminal inter-provincial da Junta, para protagonizar actos maléficos. As vítimas têm sido, na maior parte das vezes, os regressados da África do sul, vulgos “madjoni djoni”.

Conta-se que muitos dos que vêm da África do Sul, devido ao desconhecimento do câmbio, têm sido obrigados a pagar, por alguns cobradores oportunistas, avultadas somas de dinheiro em Rands. Vezes sem conta, os “madjoni djoni” pagam em rands, valores que cambiados poderiam custear a viagem de duas ou três pessoas.

O truque que os oportunistas usam, segundo algumas pessoas por nós ouvidas, é de dizer o preço estabelecido em meticais, pela AMOTRANS, em rands. Por exemplo, para a cidade de Inhambane, onde a AMOTRANS estabeleceu o preço de 475 Mt, os cobradores anunciam o mesmo numerário em rands, ou seja cobram 475 rands.

Para além desta situação, os “madjoni djoni”, têm visto os seus produtos roubados por pessoas que se apresentam como cobradores, mas que no fundo não o são.

Segundo o Presidente da Associação dos Transportadores de Carreiras Interurbanas e Internacionais, Gil Zunguza, esta situação fere a conjuntura de trabalho dos seus associados. Este, que quando abordado ainda desconhecia o assunto, garantiu que a associação que dirige vai tomar medidas severas contra todos os protagonistas de tais situações, de modo a garantir que as viagens possam correr da melhor mineira nesta quadra festiva.

Gil disse ainda que a associação que dirige inspeccionou, há dias, boa parte dos carros das empresas filiadas a AMOTRANS, de modo a garantir segurança mecânica nas viagens. Acrescentou que alguns carros estão impedidos de circular devido a insolência no seu sistema mecânico.

Recorde-se que a 1 de Novembro do corrente ano, a AMOTRANS agravou as tarifas dos transportes inter-provinciais.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!