Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Rio organizará os primeiros Jogos Olímpicos da América do Sul

Rio organizará os primeiros Jogos Olímpicos da América do Sul

O Rio de Janeiro fez história esta sexta-feira ao ser escolhido como a sede dos Jogos Olímpicos de 2016, que, pela primeira vez, serão realizados na América do Sul, depois de derrotar Madri na votação final dos membros do Comitê Olímpico Internacional (COI) em Copenhague.

“Os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016 serão organizados pelo Rio de Janeiro”, declarou o presidente do COI, o belga Jacques Rogge, desatando a festa da delegação brasileira. “É espetacular!”, declarou o governador Sérgio Cabral, enquanto que o lendário Pelé não conseguia conter as lágrimas. “Estou tão feliz, mas tão feliz!”, declarou o maior jogador de todos os tempos, enquanto que, em Copacabana, no Rio, a multidão explodia de alegria ao ritmo de samba.

O presidente Luiz Inacio Lula da Silva também não conseguia conter a emoção. “O Brasil precisava dessas Olimpíadas e merecia esta oportunidade. Este povo merecia essa oportunidade”, afirmou Lula, que chorou abertamente antes de fazer uso da palavra na coletiva de imprensa conjunta com as principais autoridades do Rio de Janeiro e do presidente do COI, Jacques Rogge.

“Chorei agora porque não tive coragem de chorar na hora da apresentação”, desculpou-se Lula, despertando uma risada geral. “Sempre achei que havia algo que faltava para o Brasil. (…) Por termos sido colonizados, tínhamos a mania de ser pequenos, de não sermos importantes”, comentou o presidente, acrescentando que o Brasil, décima economia mundial e com 190 milhões de habitantes, está conquistando o lugar que lhe corresponde no mundo.

Até agora somente três países, Alemanha, com os Jogos de Munique-1972 e o Mundial-1974, o México, com os Jogos de 1968 e o Mundial de 1970, e os Estados Unidos, com o Mundial-1994 e os Jogos-1996 de Atlanta, haviam organizado os eventos mais importantes do mundo ds esporte de forma consecutiva.

Contra todos os prognósticos, depois da estelar aparição do presidente Barack Obama, Chicago, considerada a favorita junto ao Rio, foi eliminada logo na primeira rodada de votação ao obter o menor número de votos, seguida por Tóquio. A ‘cidade maravilhosa’ saiu assim vitoriosa depois de uma intensa campanha de lobby em Copenhague, liderada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, por Pelé e por nomes como o escritor Paulo Coelho e o tenista Gustavo Kuerten.

A exposição brasileira convenceu completamente os membros do COI, que deixaram de lado argumentos negativos como a grande falta de segurança do Rio. A metrópole carioca, por outro lado, conta com o grande apoio popular, suas belezas naturais e a experiência que teve com os bem sucedidos Jogos Pan-Americanos de 2007, além do Mundial de Futebol de 2014 que o Brasil organizará dois anos antes dos Jogos.

A cidade, dessa maneira, escreve uma nova página na história de todo o continente, enquanto que os grandes perdedores da disputa foram, sem dúvida, Chicago e Obama, cuja presença de última hora em Copenhague representava uma grande esperança para a cidade americana. Tóquio, durante muito tempo liderando os prognósticos por seu projeto técnico e garantias financeiras públicas, tinha a esperança de voltar a organizar os jogos, depois de já tê-lo feito em 1964.

Madri, que competia pela terceira vez e pela segunda consecutiva depois de perder os Jogos de 2012 para Londres, convenceu muitos delegados com seu entusiasmo e com a presença de seus astros esportivos para chegar à final, apesar das poucas possibilidades de a Europa voltar a ser escolhida como sede olímpica.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!