Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Renamo denuncia “execução de dois membros em Sofala pelas tropas Governamentais”

A delegação do partido Renamo no diálogo político com o Governo de Moçambique denunciou, numa carta endereçada a 4 de Fevereiro ao Comandante da Equipa Militar de Observadores Internacionais da Cessação das Hostilidades Militares (EMOCHM), o Brigadeiro Therego Seretse, a “execução sumária” de dois cidadãos membros do partido, na província de Sofala, por militares das Forças Armadas de Defesa de Moçambique.

Segundo o boletim “A Perdiz” do dia 5/02/15, uma publicação do partido Renamo, a missiva enviada denuncia a violação do Acordo da Cessação das Hostilidades Militares devido ao “baleamento mortal no dia 31 de Janeiro de 2015, na região de Mudala, Distrito de Chibabava, do cidadão que em vida respondia pelo nome de Jorge Penicela e Lavomoo Arone, na região de Panje, também por baleamento mortalmente no dia 1 de Fevereiro de 2015”.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!