Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Renamo adia seu congresso

A Renamo, o principal partido da oposição em Moçambique, adiou o seu congresso “da esperança” que inicialmente estava agendado para entre os dias 1 e 3 de Junho próximo, na cidade nortenha de Nampula.

O Porta-voz da Renamo, Fernando Mazanga, que anunciou este facto hoje, em Maputo, numa conferência de imprensa, acusou o partido governamental, a Frelimo, de ser o principal culpado do adiamento. De acordo com Mazanga, os estabelecimentos “reservados” pela Renamo para acolher o congresso, em Nampula, foram “posteriormente” ocupados pela Frelimo, alegadamente porque pretende realizar seminários. “Tais seminários foram marcados justamente nos mesmos locais e datas onde atempadamente havíamos feito reserva”, disse Mazanga, sem avançar nomes dos supostos locais que tinham sido reservados.

Contudo, Mazanga admitiu que a Renamo não tinha pago as reservas, “mas que os proprietários dos locais em questão tinham aceite as mesmas reservas”. Mazanga justificou que os proprietários de tais locais “estão em pânico”, razão pela qual “pediram para que a Renamo não citasse os seus nomes, por temer represálias”. O Porta-voz da Renamo acusou ainda a Frelimo de estar com “medo dos nossos eventos e pretender nos silenciar”.

Um pormenor que desabona a justificação da Renamo, é o facto de o Movimento Democrático de Moçambique (MDM), de Daviz Simango, ter agendado o seu Conselho Nacional para entre 4 e 7 de Junho próximo, mas que ainda não apareceu publicamente a se queixar, tal como a Renamo. Face a tais dificuldades, Mazanga prometeu, aos jornalistas, que se esta situação continuar “o congresso vai ter que ocorrer, antes de 15 Junho próximo, mesmo que isso implique realiza-lo por debaixo de cajueiros”.

É a 15 de Junho que inicia a fase da actualização eleitoral para as eleições gerais e das assembleias provinciais agendadas para 28 de Outubro próximo. O Secretário para a Mobilização e Propaganda da Frelimo, Edson Macuácua, reagiu as acusações de Mazanga, frisando, a AIM, que a liderança da Frelimo não fez nenhuma reserva em Nampula para as datas referidas pela Renamo.

Mesmo admitindo a possibilidade de a Frelimo, a nível de Nampula, poder ter organizado algum evento, na primeira semana de Junho, Macuácua deixou claro que Nampula não é uma pequena cidade, possuindo, esta mesma cidade, muitos locais com capacidade para albergar grandes eventos.

Macuácua considera que o facto de Mazanga recusar indicar o nome dos locais que alegadamente teriam sido reservados, é prova de que está a mentir. Ele disse ainda que este congresso tem vindo a ser adiado, o que também prova a falta de capacidade da Renamo de organizar reuniões deste género.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!