Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Relutância de credores externos faz reduzir em 19% endividamento do país

O endividamento da economia moçambicana no exterior reduziu em cerca de 19%, no primeiro trimestre de 2010, por causa da relutância dos credores em conceder crédito num ambiente de incerteza de retorno dos fundos emprestados aliado à conjuntura conturbada resultante da crise financeira mundial.

A queda é reflexo das dimiuições das responsabilidades externas assumidas pelo sector privado num montante global de 14,3 milhões de dólares, para 62,3 milhões de dólares norte-americanos, contra USD 76,6 milhões do primeiro trimestre de 2009. Os desembolsos de empréstimos externos efectuados para a Administração Central foram no valor de 54,8 milhões de dólares, numa altura em que o sector privado beneficiava de empréstimos externos estimados em 21,8 milhões de dólares.

Refira-se que no período em análise não ocorreu nenhum desembolso para programas de desenvolvimento socioeconómico de Moçambique devido ao facto dos parceiros externos agrupados no G-19 terem adiado o processo até conclusão de negociações com o Governo, situação, entretanto, já ultrapassada.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!