Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Reginaldo Rossi, o “Rei do Brega”, morre aos 69 anos

Conhecido como o “Rei do Brega” e popularizado pelo hit “Garçom”, morreu aos 69 anos o cantor brasileiro  Reginaldo Rossi, na manhã desta sexta-feira (20). Ele estava internado desde o dia 27 de novembro após sentir fortes dores no peito.

Depois de passar por uma biópsia realizada em 4 de dezembro, os médicos descobriram um tumor no seu pulmão direito. Com o estado do cancro avançado, a equipe médica iniciou a quimioterapia imediatamente.

Ele passou por três sessões – concluiu o primeiro ciclo na sexta-feira (13). Como o cantor apresentava melhorais, os médicos decidiram suspender a sedação. Porém, ele continuava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital, respirando com ajuda de aparelhos e fazendo hemodiálise diariamente.

Na sexta-feira (20), Reginaldo Rossi não resistiu.

Conhecido como o “Rei do Brega”, Reginaldo Rodrigues dos Santos nasceu em 1944, no Recife. Iniciou a vida artística aos 20 anos, sendo muito influenciado por Beatles e pela jovem guarda liderada pelo carismático Roberto Carlos.

Como cantor de rock no nordeste, começou com a banda The Silver Jets nos anos de 1960. No entanto, na década seguinte, Rossi enveredou pelos caminhos do brega-romântico, assinou um contrato com a gravadora CBS e lançou-se com o disco “À Procura de Você”. Alguns de seus maiores sucessos são “Garçom”, “Em Plena Lua de Mel”, “Leviana” e “A Raposa e as Uvas”.

Antes de se tornar cantor, Rossi trabalhou em áreas bem diferentes, tendo estudado engenharia civil e trabalhado como professor de matemática.

Os seus últimos shows foram em 21 e 22 de novembro, no Manhattan Café Teatro, que fica no Recife. Em fevereiro, Reginaldo Rossi completaria 70 anos.

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!