Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Recenseamento: STAE admite incapacidade de atingir 100% de eleitores

O Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE) assume a incapacidade de, no prazo actual, recensear todos os eleitores inicialmente previstos, porém, ainda não admite a possibilidade de prorrogar o prazo.

O director deste órgão, Felisberto Naife, revelou que a meta possível de se atingir até à data do término de recenseamento, 23 de Julho, tendo em conta a forma como o processo decorre, é de 75 porcento de eleitores em todo o País.

“Neste momento, estamos a trabalhar com o calendário que prevê o término no dia 23 deste mês. Eventuais situações poderão ser analisadas em momentos próprios, em função daquilo que for a situação política do país”, afirmou o director, que falava em conferência de imprensa, esta quinta-feira (11), na capital moçambicana. Naife indicou que até agora foram recenseados 2.006.185 cidadãos, o correspondente a 55, 81 porcento da população total prevista no início do processo, a 25 de Maio passado.

Entretanto, diante desta corrida contra o tempo, o STAE decidiu que a partir do próximo sábado (13), o período diário de inscrição irá sofrer um acréscimo de uma hora, passando de oito para nove horas. “Ou vai iniciar mais cedo, ou então terminar uma hora mais tarde.” Ainda nesse âmbito, estão ainda a ser intensificadas as campanhas de educação cívica, como forma de conseguir que maior número de cidadãos adira ao recenseamento.

Nas províncias nortenhas do país, onde há registo de fraca adesão ao recenseamento, apesar de serem os maiores círculos eleitorais, o STAE optou por duplicar capacidade de registo alocando mais máquinas. “Agora estamos a controlar as mesas de registo com essas máquinas duplicadas. Estamos a intensificar o trabalho de monitoria e supervisão do trabalho, controlo dos horários de funcionamento, e uma supervisão mais activa e mais actuante para que possamos ver o decorrer deste processo especificamente nestas províncias” explicou Naife.

Bom desempenho nas novas autarquias

Na durante a conferência, o director do STAE indicou que as dez novas autarquias do país estão com um bom desempenho neste processo de recenseamento, chegando a ultrapassar as metas previstas. Assim o Município de Boane já atingiu 151 porcento, a Praia de Bilene 119 porcento, Quissico 131 porcento, Maganja da Costa 101 porcento, Nhamayabue 132 porcento, Sussundenga 74 porcento, Nhamantanda 73 porcento, Chiure 74 porcento, Mandimba 54 porcento e Malema 41 porcento.

Níveis actuais em cada província

Cidade de Maputo (55, 29%); Maputo província (51, 07%); Gaza (71%); Inhambane (71,52%); Sofala (50, 78); Manica (69, 81%); Tete (79,11%), Zambêzia (38, 50%); Nampula (43,71%); Cabo Delgado (65,92%), Niassa (51,69%).

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!