Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Rebentamento de barragem mata e ameaça tráfego rodoviário

Duas pessoas perderam a vida e o tráfego rodoviário na EN8, no troço Nampula/Cuamba, corre o risco de ser interrompido, em consequência da erosão que se regista na secção da via, na zona de Rapale, provocada pelo rebentamento de uma barragem agrícola nos Montes Nairucos, que despejou mais de 1 milhão de metros cúbicos de água sobre aquela infra-estrutura.

O despejo das águas não só destruíu a vegetação, como também os argilosos que guarnecem as obras de arte ali construídas, caso de ponte e pontecas. Trata-se de uma situação verificada no passado dia 1 de Março e que provocou, igualmente, a morte de duas pessoas, funcionários do complexo agro-pecuário “Montes Nairuco”, proprietário da barragem, electrocutados pelos fios eléctricos que conduzem energia àquele empreendimento.

Tal aconteceu quando os mesmos, na companhia dos proprietários, tentavam salvar as motobombas e outros bens arrastados pelas águas. Não sabemos como a energia ainda se mantinha ligada depois de termos desligado o quadro principal – observou Idalécio Ferreira, gestor do empreendimento.

A nossa reportagem esteve no local para se inteirar do nível dos estragos, tendo constatado que a barragem em causa, com cerca de 800 metros de extensão e 300 de dique, sofreu uma ruptura de pouco mais de 30 metros, o que originou a fuga das águas. Não se sabem, ainda, as razões que estiveram na origem do rebentamento de uma parte do talude.Cálculos preliminares apontam para prejuízos na ordem de 6 milhões de meticais. Questionado sobre o arranque das obras de reposição, Idalécio Ferreira explicou-nos que tal só poderá acontecer no período seco, mas a nossa primeira prioridade foi a de garantir o funeral dos nossos trabalhadores perecidos.

Com cerca de quinze anos de existência, a barragem foi construída para fins agro-pecuários e turísticos.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!