Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Rebeldes matam 23 pessoas em vilarejo do Congo

Supostos rebeldes ugandenses mataram pelo menos 23 pessoas na noite da passada sexta-feira no segundo ataque em 48 horas perto da cidade congolesa oriental de Beni, disse a autoridade local neste sábado, levando a missão de da ONU a nova convocação para a acção militar.

A violência é intensa no leste da República Democrática do Congo, apesar da presença de soldados da paz e tropas governamentais, que no ano passado derrotaram uma insurgência de rebeldes M23, a mais grave ameaça à autoridade de Kinshasa desde o fim da última guerra do vasto país africano central, em 2003.

Rebeldes ADF-NALU, um grupo de combatentes islâmicos que opera na zona de fronteira oriental, mataram pelo menos 23 pessoas na aldeia de Byalos com facões e machados, de acordo com o governador da província de Kivu do Norte, Julien Paluku.

“Isso é um genocídio, a maneira como a ADF mata as pessoas”, disse Omar Kavota, porta-voz da sociedade civil de Kivu, falando por telefone de Beni, a 40 quilómetros de distância de Byalos. As vítimas do ataque incluem um soldado congolês, disse testemunha Justin Kambale.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!