Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

RD Congo disposta a repetir experiência de 1976 e 1995 sobre casos de Ébola

A República Democrática do Congo (RDC) está disposta a repetir a experiência de 1976 e 1995, sobre o tratamento dos casos do vírus do Ébola, mas com a possibilidade de enviar à região um aparelho de plasmaferese, declarou semana finda à imprensa o ministro congolês da Saúde Pública, Félix Kabange Numbi.

Segundo Kabange, o recurso a esta experiência só poderá fazer-se caso a letalidade sobre pessoas confirmadas se torne muito elevada. Contudo, frisou, em 1976 e 1995, fazia-se uma transfusão do sangue das pessoas curadas aos novos pacientes, mas, com a possibilidade duma plasmaferese, podemos ter um plasma fresco congelado.

Para Kabange, a epidemia do Ébola está sob o controlo, até agora, no território de Boende. “Até agora, de maneira cumulada, temos 39 falecimentos num total de 66 casos, incluindo oito pessoas de saúde. Temos um caso suspeito, 26 casos prováveis, 24 casos confirmados do Ébola pelo laboratório. Temos cinco casos em isolamento em Lokolia”, revelou.

A fonte acrescentou que, desde 8 de Setembro corrente, o laboratório móvel é funcional a partir de Lokolia para análises e que foram testadas 75 amostras no laboratório, das quais 24 confirmadas. Contudo, sublinhou, das 626 pessoas acompanhadas por ter estado em contacto com pacientes, 342 são libertos enquanto 284 continuam a ser acompanhados.

Para Kabange, 27 casos são considerados como curados porque já não há antígenos no seu sangue. “A cura ocorre de maneira natural por imunidade, ou seja pelo tratamento sintomático administrado mais cedo aos pacientes. Não há tratamento específico contra o Ébola até agora”, sublinhou..

A RD Congo já conseguiu controlar seis epidemias da febre hemorrágica do vírus do Ébola no seu território, designadamente entre 1976 e 1977 na província do Equador, no noroeste do país, em 1995 na província de Bandundu, no sudoeste, entre 1999 e 2000 na província Oriental, no nordeste, e em 2007 em Kasaï Ocidental, no centro-oeste.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!