Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Quénia diz ter matado comandantes do Al Shabaab num ataque aéreo

Os militares quenianos mataram mais de 30 militantes do Al Shabaab, incluindo comandantes do grupo, disse um porta-voz, esta sexta-feira(10), na primeira grande ofensiva com ataques aéreos na Somália desde a retaliação pelos ataques dos militantes islâmicos a um shopping em Nairóbi.

Caças do Quénia atacaram, na noite da quinta-feira, um acampamento em Garbarahey, na região de Gedo, onde os militantes, que professam ligações com a Al Qaeda, realizavam uma reunião, disse o militar.

O Al Shabaab tem sido enfraquecido por tropas da União Africana ao longo dos últimos dois anos, dando início a uma certa estabilidade em muitas partes do país africano depois de uma campanha de ataques e sequestros de ocidentais e forças de segurança.

No entanto, os rebeldes, que têm conduzido uma insurgência de sete anos tentando impor uma interpretação estrita da lei islâmica na Somália, surpreenderam o mundo em Setembro ao atacar um shopping de luxo em Nairóbi, matando pelo menos 67 pessoas.

Os ataques aéreos de quinta-feira foram os primeiros desde outubro, quando aviões de guerra quenianos bombardearam alvos controlados pelo grupo islâmico, em represália ao ataque contra o shopping.

“Existem remanescentes do Al Shabaab que ainda tentam recuar os ganhos que têm sido feitos (contra eles)”, disse à Reuters o porta-voz militar queniano, coronel Cyrus Oguna, esta sexta-feira.

“Esses remanescentes são aqueles sobre os quais nos concentramos agora.” Apesar de mais de dois anos de ataques contra posições do Al Shabaab pelo Quénia e outras tropas do leste africano, não há nenhum número claro de quantos estão envolvidos no movimento, ou se o número de integrantes do grupo foi reduzido pelas intervenções.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!