Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Quénia diz que um sudanês treinado por Al Qaeda ajudou a liderar ataque ao shopping

O governo do Quênia afirmou que um homem sudanês treinado pela Al Qaeda estava entre os líderes de um ataque a um shopping em Nairobi, em que pelo menos 67 pessoas foram mortas, no pior ataque no país em 15 anos.

O grupo al Shabaab ligado à Al Qaeda assumiu a responsabilidade pelo ataque, de duas semanas atrás, no centro de Westgate, dizendo que foi um ato de vingança pela campanha militar do Quênia na Somália, mas as identidades dos atiradores continuam incertas.

Um porta-voz militar do Quênia nomeou, este sábado, quatro dos agressores, afirmando que eles também incluíam um queniano árabe e um somali. Imagens do circuito fechado de televisão do shopping de Westgate que foram transmitidas nos canais de televisão do Quênia pareceram mostrar quatro homens armados a andarem pelo supermercado do shopping e pelo depósito armazém.

O major Emmanuel Chirchir, porta-voz das Forças de Defesa do Quênia (KDF), nomeou os quatro como sendo Abu Baara al-Sudani, Omar Nabhan, Khattab al-Kene e Umayr.

“Confirmo que esses eram os terroristas. Todos eles morreram no ataque”, disse Chirchir à Reuters, citando as conclusões da KDF e dos corpos de inteligência nacional. Ele afirmou que Al-Sudani, que significa “O Sudanês”, era o líder do grupo mostrado no circuito interno de televisão e que ele foi treinado pela Al Qaeda.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!