Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Quatro óbitos na primeira metade da época chuvosa

Quatro óbitos e 11.561 pessoas afectadas é o saldo de incidentes registados no período referente a primeira época chuvosa (Outubro, Novembro e Dezembro), com maior incidência nas províncias das regiões centro e norte.

 

 

Os óbitos registaram-se nas províncias de Gaza e Maputo, sendo dois para cada uma, em consequência de ventos e chuvas fortes, queimadas e outras formas de calamidades naturais.

Aliás, o episódio mais recente contabilizado nesta lista aconteceu na província central de Tete, em que duas crianças contraíram ferimentos graves, na sequência de ataques por crocodilos quando brincavam na ribeira de um rio.

Este rescaldo é referente ao período entre 1 de Outubro a 16 do mês em curso, que compreende a primeira metade da época chuvosa, cuja precipitação esteve abaixo da média em toda a região norte, com a excepção de centro e sul onde os níveis foram mais elevados.

Face a progressiva subida do nível hidrométrico das bacias de Buzi e Púngoè, província central de Sofala, o Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC) activou o “alerta laranja” devendo, por conseguinte, aumentar a monitoria as zonas propensas ao risco de inundações.

António Beleza, do INGC, disse que a instituição activou inclusive os Centros Operativos de Emergência (COE), a alocação e posicionamento do material consistindo em tendas, produtos alimentares e outros bens necessários para o período de emergência.

O INGC iniciou, por outro lado, a sensibilização das populações ribeirinhas no sentido de abandonarem as zonas de risco.

As províncias de Cabo Delgado (norte), Manica e Tete (centro), Inhambane e Maputo (sul) são as mais afectadas e grande parte do universo de afectados é das duas últimas regiões.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!