Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Quatro condenações à morte na China por “ataques terroristas”

Quatro pessoas “envolvidas em dois ataques terroristas mortais” no Xinjiang, região autónoma do noroeste da China de maioria muçulmana, foram condenadas à morte, disse esta quarta-feira a imprensa oficial.

Duas outras pessoas, descritas como “cúmplices”, foram condenadas a 19 anos de prisão, indicou a agência noticiosa oficial chinesa Xinhua (Nova China), citando um website baseado no Xinjiang (tianshannet.com). Os ataques, que causaram 17 mortos, ocorreram em Julho passado em Hotan e Kashgar.

Foi a segunda vaga de violentos incidentes no Xinjiang depois dos tumultos étnicos de julho de 2009 em Urumqi, a capital da região, que causaram quase 200 mortos.

Segundo o site citado pela Xinhua, os tribunais de Hotan e Kashgar consideraram os réus “culpados de envolvimento em organizações terroristas, fabrico ilegal de explosivos, homicídio e fogo posto”.

Situada na Ásia Central, com fronteiras com o Paquistão, Afeganistão e várias ex-repúblicas muçulmanas soviéticas, o Xinjiang é uma das regiões da China mais vulneráveis ao separatismo.

Trata-se de um território rico em petróleo e gás natural, 17 vezes maior que Portugal e apenas 24 milhões de habitantes, cerca de 40 por cento dos quais uigures, uma etnia de religião muçulmana e cultura turcofona.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!