Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Selo: Quando a arrogância sufoca a razão

Nos dias que correm, várias vozes vociferam com a incipiente Governação do actual regime no poder, porque a injustiça, intolerância e a disparidade política, económica, social e cultural impera da forma mais cruel possível.

Esses males herdados e que se intensificam a cada dia que passa, estão a silenciar as massas populares, gerando insatisfação, insegurança, incerteza e um futuro penoso, porque a incapacidade ou desinteresse de quem de direito para estancar os crimes macabros, sequestros, violações sexuais e físicas e ataques militares, só para ilustrar alguns exemplos perigam a suposta democracia e multipartidarismo.

Pode-se levantar vários cenários para essa ebulição da população, que esta abandonar suas casas, machambas e escolas, porque as armas estão a derramar sangue, tirar vidas, muito por culpa da luta irracional pelo poder.

Como garantir um país justo, se a desigualdade social, a luta titânica a todo custo pelo poder, o protagonismo, estão paulatinamente a roubar a paz, como se os fazedores da política fossem proprietários da mesma.

O homem virou lobo do homem, porque prefere passar por cima da lei para almejar seus intentos, porque a sociedade esta viver sem regras e desprovidos de princípios humanamente aceites e um carácter que constitui o maior perigo para a nação.

Estamos perante um Governo, que prefere fechar os olhos perante as convulsões sociais a que se vive, porque a morte de cidadãos inocentes, o desrespeito pelos direitos humanos, a corrupção, o abuso da coisa pública, a desarticulação das políticas traçadas e desfasadas estão a incrementar a pobreza a todos os níveis.

Não é de armamento que o país precisa para resolver os seus problemas, mas sim de uma administração coerente e humana, que sirva as causas da população e não de interesses de parte da ala governamental.

A dita sociedade civil, não deve apenas lançar pedras contra o Estado, precisa de ser mais interventiva, despoletando problemas e sugerindo soluções exequíveis, desde que o Governo não sufoque a razão pela arrogância.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!