Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Qualificação para os Jogos Africanos: “Mambinhas” confiantes no apuramento no Gana

Qualificação para os Jogos Africanos: “Mambinhas” confiantes no apuramento no Gana

A selecção nacional de futebol na categoria de sub-23 defronta no sábado (11) a sua congénere do Gana, em partida da segunda mão da segunda e última eliminatória de acesso aos Jogos Africanos a serem realizados no Congo Brazzaville, em Setembro do ano em curso. O treinador do combinado nacional mostrou-se confiante na passagem para a fase seguinte, uma vez que no embate da primeira mão, realizado em Maputo, os “Mambinhas” venceram pela margem mínima.

Depois do triunfo histórico na primeira fase da eliminatória, visto que que foi a primeira vitória de sempre de Moçambique frente ao Gana, o combinado nacional vai à capital ganesa, Acra, para tentar carimbar o passaporte para os Jogos Africanos.

De acordo com o timoneiro dos “Mambinhas”, João Chissano, a selecção nacional não vai para o país das “Estrelas Negras” defender a vantagem conseguida na partida da primeira mão, realizada no campo do Grupo Afrin, arredores da cidade da Matola.

“Trabalhámos durante a semana para contrariarmos o favoritismo do nosso rival, que jogando em casa é muito forte. Estamos em vantagem na eliminatória, mas vamos esquecer o primeiro jogo e encarar este como uma autêntica final, porque só assim conseguiremos alcançar o nosso objectivo, que é chegar aos Jogos Africanos”, disse Chissano para depois acrescentar que “não vamos a Gana defender, mas sim jogar de peito aberto, visto que não se pode defender uma margem mínima. Vamos jogar ao ataque porque temos uma equipa que, apesar de jovem, é muito ambiciosa”.

Para este confronto, ao contrário do que aconteceu no embate da primeira mão, João Chissano vai contar com os préstimos dos jogadores que actuam fora de portas, apesar de o jogo se realizar numa data que é chancelada pela FIFA.

Para o seleccionador nacional contar com os atletas que jogam no futebol do velho continente será uma mais-valia. “É sempre bom contar com os jogadores que jogam fora, visto que vamos defrontar uma grande selecção que está com o orgulho ferido depois da derrota sofrida em Maputo. Nos últimos dois jogos não tivemos os préstimos de Gélcio Banze e Edson Almeida, jogadores imprescindíveis na nossa manobra ofensiva”.

Na sessão de treinos realizada na tarde da terça-feira (07), a dupla João Chissano e Mano-Mano teve à sua disposição 19 jogadores. Dentre eles Clésio Baúque, jogador do Sport Lisboa e Benfica “B”.

Os restantes jogadores que actuam fora de portas, nomeadamente Edson Almeida (União da Madeira), Gélcio Banze e Ronny Marcos vão-se juntar aos restantes atletas em Acra. Reinildo, jogador do Ferroviário da Beira, acometido por uma contusão no joelho esquerdo, foi obrigado a abandonar o treino, mas a lesão do extremo locomotiva não é grave; por isso, vai ser opção no jogo de domingo (12).

Os “Mambinhas” voltam a treinar esta quinta-feira (09), devendo, de seguida, viajar para a África do Sul por volta das 11.00 horas donde farão a ligação para Acra. Importa referir que os primeiros três classificados dos Jogos Africanos apuram-se para a fase de grupos dos Jogos Olímpicos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!