Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

“Guerra ao Terror vence o Bafta, o Oscar britânico

“Guerra ao Terror” (“The Hurt Locker”), da americana Kathryn Bigelow, foi o grande vencedor do Bafta, o Oscar britânico, com destaque para os prêmios de melhor filme e melhor diretor, em uma cerimônia realizada na noite de domingo.

Assim, Bigelow somou mais pontos para o Oscar, que acontece no dia 7 de março, e superou o ex-marido James Cameron, na disputa com “Avatar”. O longa de Kathryn Bigelow, a primeira mulher a ser contemplada com a melhor direção e o melhor filme, conquistou seis prêmios dos oito a que estava indicado – entre eles, roteiro original, edição e som.

Ela recebeu a estatueta das mãos do ator americano Dustin Hoffman, durante cerimônia em Londres, na presença de estrelas como Robert Pattinson, Kristen Stewart e Uma Thurman. “Guerra ao Terror”, conta a história de três soldados americanos especialistas na varredura de minas, que arriscam suas vidas no Iraque. “É incrível”, gritou ela, ao ser chamada ao palco. “Estamos profundamente honrados”.

“Avatar” e “Guerra ao Terror” também disputam palmo a palmo a corrida para o Oscar 2010. Colin Firth ficou com o prêmio de melhor ator pelo papel em “Direito de Amar” (“A Single Man”) do americano Tom Ford, onde encarna um professor homossexual e a britânica Carey Mulligan recebeu o Bafta de melhor atriz pelo desempenho em “Educação” (“An Education”), com roteiro do escritor britânico Nick Hornby.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!