Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

“Guerra ao Terror vence o Bafta, o Oscar britânico

“Guerra ao Terror” (“The Hurt Locker”), da americana Kathryn Bigelow, foi o grande vencedor do Bafta, o Oscar britânico, com destaque para os prêmios de melhor filme e melhor diretor, em uma cerimônia realizada na noite de domingo.

Assim, Bigelow somou mais pontos para o Oscar, que acontece no dia 7 de março, e superou o ex-marido James Cameron, na disputa com “Avatar”. O longa de Kathryn Bigelow, a primeira mulher a ser contemplada com a melhor direção e o melhor filme, conquistou seis prêmios dos oito a que estava indicado – entre eles, roteiro original, edição e som.

Ela recebeu a estatueta das mãos do ator americano Dustin Hoffman, durante cerimônia em Londres, na presença de estrelas como Robert Pattinson, Kristen Stewart e Uma Thurman. “Guerra ao Terror”, conta a história de três soldados americanos especialistas na varredura de minas, que arriscam suas vidas no Iraque. “É incrível”, gritou ela, ao ser chamada ao palco. “Estamos profundamente honrados”.

“Avatar” e “Guerra ao Terror” também disputam palmo a palmo a corrida para o Oscar 2010. Colin Firth ficou com o prêmio de melhor ator pelo papel em “Direito de Amar” (“A Single Man”) do americano Tom Ford, onde encarna um professor homossexual e a britânica Carey Mulligan recebeu o Bafta de melhor atriz pelo desempenho em “Educação” (“An Education”), com roteiro do escritor britânico Nick Hornby.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!