Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Projectos de investigação cientifica e inovação já produzem resultados

Os projectos de investigação científica e inovação, em curso em Moçambique, já estão a contribuir para a melhoria da produção através da introdução de novas tecnologias nas várias áreas de produção, gerando benefícios significativos para as comunidades.

Venâncio Massingue, ministro da Ciência e Tecnologia, anunciou o facto no decurso do Conselho Coordenador da sua instituição, que decorre, de Quarta-feira até sexta-feira, no distrito de Boane, província de Maputo, sublinhando que os referidos projectos também estão a gerar uma maior dinâmica na ciência.

“A inovação e a transferência tecnológica reflectem-se na melhoria de vida das comunidades nas áreas tais como agricultura, veterinária, saúde, educação e recursos minerais”, disse o ministro.

Neste encontro, que decorre sob o lema “Ciência, Tecnologia e Inovação Rumo a Revolução Tecnológica e de Conhecimento”, os quadros do Ministério da Ciência e Tecnologia, vão abordar vários temas, incluindo o grau de cumprimento do Plano Estratégico do sector nas suas mais variadas vertentes.

“Ao longo dos últimos anos cinco anos constatamos com satisfação o uso e expansão das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC’s) e da rede do Governo Electrónico aos mais diferentes níveis, assim como o número de Centros Multimédia Comunitários (CMC)”, destacou Massingue.

Estas acções representam, segundo Massingue, uma importante contribuição para o cumprimento dos objectivos da reforma do Sector Público em curso no país, de servir cada vez mais e melhor o cidadão.

A revolução tecnológica e do conhecimento não são, segundo Massingue, um fim, mas sim um meio que vai fornecer as ferramentas para a busca de soluções e respostas aos vários desafios que Moçambique enfrenta nas áreas de agricultura, saúde, educação, entre outras.

O ministro reconheceu a necessidade de o sector melhorar a coordenação das acções de todos os intervenientes com vista a criar um ambiente cada vez mais favorável a inovação, geração e disseminação do conhecimento, factores indispensáveis para o desenvolvimento do país.

“Temos que garantir que a Ciência, a Tecnologia e a Inovação contribuam cada vez mais para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) e para o desenvolvimento sustentável de Moçambique”, realçou.

Para o alcance destes objectivos, o Ministério da Ciência e Tecnologia estabeleceu o Estatuto e Carreira para maior valorização dos profissionais da área de investigação.

Sobre a formação de recursos humanos, o ministro disse que foi aprovado um plano, através do qual o MCT tem vindo a formar quadros moçambicanos nos níveis de Mestrado e Doutoramento, estando também em implementação o programa de iniciação científica destinada a formação de jovens nacionais.

Massingue realçou a importância das infra-estruturas, tendo destacado a construção do Centro de Investigação e Transferência de Tecnologias Agrárias Moçambique/China de Boane, do Centro de Investigação e Desenvolvimento em Etnobotânica de Namaacha e a Construção do Parque de Ciência e Tecnologia de Maluana, todos na província de Maputo como exemplos dos avanços alcançados.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!